Voxel

Prévia – Testamos ArcheBlade, o MOBA gratuito recheado de luta e ação

Último Vídeo
Img_normal

O gênero MOBA (Multiplayer Online Battle Arena) conta hoje com uma grade variedade de títulos, cada um deles explorando diferentes elementos entre os jogos. Enquanto alguns focam na estratégia e na construção de personagens a partir de habilidades e itens, outros preferem apostar na pura ação, deixando um pouco de lado o planejamento tático em equipe e valorizando a pura adrenalina – encaixando o jogador em uma arena em que a pancadaria acontece em todos os momentos.

Seguindo essa energética proposta, a Codebrush Games está produzindo ArcheBlade, um MOBA que mistura ação e luta constante entre heróis, cada um contando com diferentes habilidades e combinações. O jogo ainda está em fase de desenvolvimento, mas já pode ser testado gratuitamente no Steam – e o BJ deu uma visitada nas intensas arenas para contar como estão as fervorosas batalhas.

Os guerreiros estão prontos para o combate

Antes de entrar no calor da guerra, você deverá escolher um dos 14 personagens disponíveis pelo jogo. Os objetivos das arenas variam do clássico “mata-mata” aos combates em equipe “três contra três” ou com pontos de captura. Cada um dos mapas é selecionado por uma lista de servidores e partidas disponíveis. E por falar neles, poucos contaram com uma baixa latência para os jogadores brasileiros – o que pode mudar com o decorrer do tempo e do desenvolvimento do jogo.

Se você optar em começar pelo tutorial, poderá aprender as mecânicas básicas do jogo, como ataques, habilidades especiais e defesa, e em poucos minutos você já estará pronto para adentrar nas arenas.

Enquanto a movimentação é característica dos jogos em terceira pessoa, as mecânicas de batalha misturam jogos de luta com elementos característicos dos títulos de ação. Enquanto alguns personagens partem para a agressão física, outros ficam à distância disparando com armas ou com magias – tudo depende do estilo de cada herói. Cada um dispõe ainda de opções simples de combos, seja jogando um oponente para acertá-lo em seguida ou atordoar o adversário para descer porrada nele.

A ação então estará em vigor assim que você pisar nos campos de batalha. Os personagens contam com duas “habilidades de fúria” que podem ser ativadas para melhorar a resistência aos golpes ou ainda disparar uma chuva de tiros em todos os adversários ao redor, mas cada uma requer uma quantia diferente de barra.

Os combos e ataques básicos são realizados pelo próprio mouse, mas consomem uma porcentagem da sua estamina, que pode ser utilizada para se distanciar da batalha e pegar alguns itens de cura e buffs no cenário – voltando renovado para a briga.

As arenas são pequenas, mas não pecam em oferecer detalhes gráficos e rotas adicionais para fugir ou entrar no calor do combate. A trilha sonora é colocada em segundo plano em meio à ação da batalha, marcada pelos clássicos sons de metal se chocando ou de feitiços sendo conjurados. Os confrontos são recheados de efeitos de magias, ataques e disparos, mas o que seria de um MOBA se os heróis não pudessem utilizar todas as habilidades que têm ao seu dispor?

Uma batalha justa

Assim que os embates são finalizados, os jogadores recebem uma quantia de “Meceta”. Sair das arenas possibilitará liberar novos personagens e preparar algumas poções para utilizar durante as batalhas com o dinheiro acumulado.

Os jogadores que quiserem customizar seus personagens podem comprar novas roupas e skins por meio de dinheiro real. As estatísticas da conta podem ser acessadas pelo menu principal e estão associadas à rankings globais, pelos quais você pode comparar suas estatísticas com os demais jogadores.

Para tranquilizar aqueles que desconfiam das microtransações de um modelo “free-to-play”, o investimento não afetará o equilíbrio do jogo deixando um jogador mais forte que os demais. Investir no game garante roupas especiais e permitirá que os jogadores liberem os demais heróis de uma maneira mais rápida. E só isso – podem respirar aliviados.

Por fim, o game se propõe a trazer uma partida mais rápida e agitada frente aos demais MOBAs disponíveis. Enquanto uma partida de DotA 2 ou League of Legends pode durar de 30 a 80 minutos, ArcheBlade reúne toda a ação das arenas em pouco mais de 10 minutos – perfeito para aqueles que não estão com tanto tempo disponível para “farmar” itens, evoluir campeões ou “discutir” estratégias com os membros da sua equipe.

O BJ agradece à desenvolvedora Codebrush Games pela Premium Key para os testes.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.