Voxel

Produtor de Call of Duty: Black Ops 2 revela a dificuldade de balancear o game

Último Vídeo

Img_normal

O diretor do modo multiplayer de Call of Duty: Black Ops 2, David Vonderhaar, esclareceu algumas coisas sobre o processo de balanceamento das modalidades online do game da Treyarch. Vonderhaar exemplificou o feito contando que algumas pessoas têm reclamado que o scanner de ondas não é forte o suficiente.

O produtor da Treyarch disse que, mesmo sabendo que o jogo ainda está em fase Alpha de testes, já se sabe que a reação emocional de algumas pessoas pede para o ajuste mais preciso deste recurso. “As pessoas que reagem baseadas mais fortemente em suas emoções querem que o scaner pulse mais rápido”, diz ele.

No entanto, os dados obtidos com o monitoramento das partidas não indica isso. Vonderhaar disse, em entrevista ao site OXM, que deve existir sempre um balanço entre o lado emocional e o lado racional das pessoas.

“Eu tenho a posição, boa ou ruim, de ser o juiz, o júri e o executor das decisões sobre o modo multiplayer de Black Ops 2”, afirma David. O problema desse acúmulo de responsabilidades, segundo ele, é ter que lidar com emoções tão à flor da pele das pessoas, que pensam de maneira muito apaixonada sobre o game.

Então, a forma que o líder do multiplayer de CoD: Black Ops 2 foi basear suas principais decisões nos dados obtidos. Agora, a conversa é no seguinte tom: “Eu agradeço muito seu feedback, rapazinho, mas são os dados que mostram a realidade dos projetos”.

Call of Duty: Black Ops 2 tem previsão de lançamento no dia 13 de novembro deste ano, com versões para PC, Xbox 360 e PlayStation 3.

Fonte: OXM

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.