Produtora fala sobre 'fiasco' de Football Manager 2015

Produtora fala sobre 'fiasco' de Football Manager 2015

Último Vídeo

Em entrevista para o site Eurogamer, Miles Jacobson, diretor de estúdio da Sports Interactive, falou sobre a saúde da série Football Manager, um dos principais games sobre administração de clube de futebol da atualidade. Apesar de as críticas à edição 2015 terem sido menos elogiosas que aquelas feitas à versão do ano anterior, ele diz que as vendas estão melhores.

"Football Manager 2015 vendeu melhor que 2014", afirma o executivo. No entanto, a edição de 2013 continua sendo recordista.

Jacobson não crê que a versão lançada no ano passado tenha sido um passo para trás. Ele admite que a nota do FM 2015 no site Metacritic (80 pontos) está abaixo da média de FM 2014 (85 pontos), mas diz que os concorrentes caíram ainda mais. "Houve mudanças entre os jornalistas e no jeito que os jogos são analisados, e eles parecem mais rigorosos", avalia o executivo. "Mas não acho isso uma coisa ruim".

Mais polido

Ele admite também que a versão 2015 poderia ter sido um pouco mais bem trabalhada no lançamento. "Mudamos nossas práticas de produção todos os anos e fizemos mais algumas alterações neste ano para conseguir um jogo que necessite de menos correções, porque as pessoas devem ter um grande jogo no dia do lançamento e não esperar por patches, como tem sido a norma atualmente", critica.

Outro motivo pelo qual os jogadores veteranos estão tendo dificuldades com a edição 2015 é que muitos sistemas familiares antigos foram modificados. "Fizemos um monte de mudanças, como no motor de partida, e isso eliminou algumas trapaças. É um jogo mais difícil", conta.

As pessoas também reclamam que os jogadores se machucam com muita facilidade, mas Jacobson diz que, na vida real, é muito frequente um time da primeira divisão inglesa ter mais de dez jogadores fora de ação nas primeiras semanas.

Catálogo ampliado

A companhia está expandindo seus horizontes. Como sempre, trabalha na versão anual de Football Manager (a versão 2016 deve sair até o Natal), mas também tem Football Manager Classics no tablet e Football Manager Online na Coreia do Sul. Além disso, a produtora está testando Eastside Hockey Manager no Acesso Antecipado do Steam e produzindo Football Manager Handheld para celulares.

"Não tem nada a ver com a pressão da SEGA (proprietária da Sports Interactive)", afirma. "Nós definimos a data de lançamento e contamos à SEGA, colocando muita pressão em nós mesmos". Embora a casa de Sonic tenha demitido funcionários, a Sports Interactive segue contratando: passou dos 35 integrantes de 8 anos atrás para 106 atualmente (e contando).

"Não podemos manter as pessoas felizes o tempo todo", finalizou sobre a polêmica de Football Manager 2015. E aí, leitores, essa versão é realmente pior que as edições dos anos anteriores?

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.