Voxel

Produtora quer corrigir os erros do passado em Medal of Honor: Warfighter

Último Vídeo

Apesar de toda a expectativa em torno de Medal of Honor: Warfighter, é inegável que o game anterior não foi lá essas coisas. Por mais que a retomada da série nos tempos modernos tenha sido bem interessante, faltaram alguns elementos para que o jogo se tornasse o sucesso que todos esperavam.

E a Danger Close sabe disso, tanto que está usando as críticas feitas para aprimorar alguns pontos na sequência. Em entrevista ao site Games On Net, um dos funcionários da desenvolvedora, Rich Farrelly, disse que a produtora tem noção de que a média do Metacritic — site que agrupa análises — ficou bem aquém do esperado e que todo o feedback coletado nesses dois anos serviu para melhorar muita coisa em Warfighter.

Exemplo disso é a própria campanha single player. Farrelly lembra que o jogo de 2010 tinha problemas nesse ponto, mas que toda a equipe está trabalhando para trazer uma campanha mais envolvente, apresentando a história de soldados a partir de seus pontos de vista. Ao apresentar a perspectiva de Preacher em meio ao combate, teremos uma abordagem mais humanizada, mostrando os dilemas de quem está no campo de batalha.

Outro diferencial que a Danger Close pretende trazer a Medal of Honor: Warfighter está na própria parte visual. Ferrelly explica que o time de designers do estúdio está trabalhando para criar uma identidade própria que difira o game de outros FPSs disponíveis no mercado.

Fonte: Games On Net, VG247

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.