Produtora Relic diz ter achado uma forma dos RTS emplacarem nos consoles

Produtora Relic diz ter achado uma forma dos RTS emplacarem nos consoles

Último Vídeo

Poucos discordam do sucesso que jogos RTS (Real-Time Strategy ou estratégia em tempo real) fazem nos PCs. StarCraft 2 está aí para não me deixar mentir. Outros títulos, como Company of Heroes 2, têm ambições ousadas para os próximos anos.

Porém, também há alguns que discordam de outra máxima: RTS não oferecem uma experiência muito agradável nos consoles. Contudo, a Relic, produtora de Company of Heroes e Dawn of War, diz ter descoberto o segredo para que os jogos desse gênero comecem a fazer sucesso em outras plataformas que não o PC.

Durante uma entrevista para a Eurogamer, Quinn Duffy, diretor de jogos da companhia, disse ter achado uma “solução plausível” para o problema. Apesar disso, ele se recusou a falar mais sobre o assunto, o que é compreensível considerando que outros estúdios poderiam roubar a ideia.

StarCraft 2Será que os RTS podem fazer sucesso nos consoles?

Será que vai dar certo?

Mesmo com essa “solução secreta”, Duffy não discorda em relação à plataforma ideal para os games de estratégia em tempo real: “O controle de interface padrão de um jogo de estratégia tradicional é o mouse e o teclado”, diz reforçando a presença dos PCs nesse gênero.

“Eu não sei se algum dia você os verá jogando um contra o outro”, conta ele sobre a remota possibilidade de haver partidas envolvendo as duas plataformas. Sobre as adaptações necessárias para os RTS virem aos consoles, ele diz: “Seriam necessárias algumas mudanças. Mas acho que seria possível. É preciso ultrapassar os limites um pouco”.

Questionado sobre a possibilidade de inovações no gênero, Duffy disse ser possível, mas desde que conduzidas com cautela. “Se você quer inovar, tem que fazê-lo com planejamento e em etapas. Você tem que apresentar as mudanças pouco a pouco até chegar finalmente onde você quer. Ainda há muito espaço para inovação. Você tem que apenas preparar a comunidade. E os desenvolvedores”, completa Duffy.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.