Produtora de Yakuza garante que vai lutar pelo futuro de Judgment

Produtora de Yakuza garante que vai lutar pelo futuro de Judgment

Último Vídeo

Na última quarta-feira (13), a SEGA decidiu encerrar a distribuição física e as vendas digitais de Judgment no Japão após a revelação de que o ator Pierre Taki, que tem seu rosto no jogo, foi preso pelo consumo de drogas. A empresa não foi a única a querer separar sua imagem do ator, parte do grupo musical Denki Groove — cujo CD de comemoração de 30 anos também parou de ser vendido com a situação.

Judgment

Embora a situação seja delicada, há quem acredite que as decisões são muito radicais. Entre eles está Daisuke Sato, produtor do Yakuza Studios (responsável pelo game) que afirmou que não vai deixar que as coisas permaneçam como estão. No Twitter, ele afirmou que não vai deixar que a contribuição de Taki seja apagada e se comprometeu a trazer o game de volta às lojas.

Quem também criticou a decisão da SEGA e de outras empresas foi Hiroshi Matsuyama, presidente da CyberConnect 2, que disse estranhar quem prefere se distanciar de pessoas que passam por situações do tipo. Até o momento não está claro se a suspensão das vendas de Judgment no Japão vão afetar seu lançamento ocidental, que está programado para o dia 25 de junho.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários