Produtores de Pokémon Go revelam as novidades da Liga de Batalha

Produtores de Pokémon Go revelam as novidades da Liga de Batalha

Último Vídeo

Pokémon Go, uma das maiores febres dos últimos anos, ganhará sua própria liga oficial de batalhas online, a Liga de Batalha Go, no próximo dia 13 de março. A Liga de Batalha Go já estava liberada em versão de testes, como uma espécie de pré-temporada, e nós conversamos com Matthew Slemon (gerente de produto) e Matt Ein (Designer senior do jogo) para entender melhor o que vem por aí.

Se você curte Pokémon Go, já vale a pena jogar bastante nos últimos dias de pré-temporada, pois quem alcançar o nível quatro de rank garante grátis um Passe de Reide Premium. Depois disso, a competição seguirá a seguinte agenda: entre os dias 13 e 27 de março ocorre a Grande Liga (com monstrinhos de até 1500 PC); de 27 de março a 10 de abril começa a Ultra Liga (até 2500 PC); e de 10 de abril até 1 de maio rola a Liga Mestra (sem limites de PC).

Com o fim da pré-temporada também subirá o limite de batalhas diários. Até então, era possível lutar apenas cinco vezes em busca de recompensas, mas o teto subirá para sete batalhas, com direito a mais e melhores recompensas. Quem se aventurar nas lutas online ganhará, por exemplo, uma pose exclusiva para ostentar no menu de seu avatar de jogo. Confira a seguir nossa entrevista.

Agora que Pokémon Go já tem um sistema de trocas de monstrinhos, batalhas contra equipe Rocket e a nova liga de batalha online, cada vez mais ele se aproxima dos jogos principais da série. Há algum recurso dos títulos da Game Freak que vocês ainda queiram levar para Pokémon Go?

Matthew Slemon: De algumas formas, Pokémon Go realmente pega algumas coisas da série principal, mas também focamos em desenvolver as coisas de uma forma única para o nosso jogo. Por exemplo, trocar presentes com seus amigos é um conceito exclusivo do jogo para celulares, que nunca existiu na série principal de qualquer forma, mas que se encaixou muito bem no nosso jogo pelo seu aspecto social, já que jogamos com amigos reais. Certamente temos inspiração na série principal, mas dificilmente veremos um caso de recriar exatamente algum modo do jeito que ele já existe nos consoles. Até o nosso sistema de batalhas é mais otimizado e pensado com a estrutura mobile em mente, de forma que seja possível jogar em movimento, na rua ou como preferir.

Com a chegada das batalhas online vocês planejam implementar algum tipo de placar de liderança para que os jogadores possam avaliar seu desempenho, seja ele um rank mundial ou apenas entre amigos?

Matt Ein: Acho que, como você apontou, há muitos modos como poderíamos fazer isso, checando sua lista de amigos, ou acessando algum tipo de placar regional ou mundiial. Certamente é importante ter algo assim para esse tipo de jogo, e agora estamos na fase de pensar e encontrar qual é o melhor jeito de encaixar essa mecânica ao nosso jogo.

Em Mario Kart Tour, durante as corridas normais, enfrentamos apenas os pilotos de outros jogadores controlados pela CPU. Os nossos rivais online em Pokémon Go são realmente pessoas de verdade em tempo real, ou seus times enviados para a nuvem?

Matthew Slemon: Sim, o que você vê em ação são pessoas reais que você está enfrentando do outro lado do telefone! Não tem qualquer inteligência artificial envolvida, o que tem ali são mesmo dois jogadores se enfrentando em tempo real ao redor do mundo. É um sistema que achamos que seria muito legal e importante para a identidade do nosso jogo.

E as lutas acontecem entre jogadores de todo o mundo mesmo ou há alguma espécie de trava ou limitação de região? Jogadores da América do Sul podem, por exemplo, enfrentar rivais da Ásia, Europa, etc?

Matt Ein: As nossas batalhas não possuem qualquer tipo de trava por região. Você pode jogar contra pessoas de absolutamente qualquer lugar do mundo!

Quando Pokémon Go foi lançado, não havia nada igual entre os grandes jogos no mercado mas, desde então, vimos inúmeros jogos inspirados em sua jogabilidade em marcas como Jurassic World e Harry Potter. Vocês planejam novas atualizações para que seu jogo continue com cara única e sensação de novidade?

Metthew Slemon: Sim! Vocês podem esperar ansiosamente por novos recursos sendo adicionados com o passar do tempo. Infelizmente eu não posso te dar uma prévia do que está por vir neste momento, mas trabalhamos duro para que a identidade do Pokémon Go fique bem situada no meio termo entre jogo social, fitness e, claro, cheio de pokémon empolgantes. Esse é o princípio que norteia o nosso desenvolvimento de novos recursos. Muitas vezes, quando estamos trabalhando, esbarramos em território desconhecido, às vezes tiramos inspiração da série principal, mas sempre tentamos implementar as coisas de forma que sejam únicas e fiéis aos nossos princípios. Esse é um dos motivos pelos quais a Liga de Batalha obriga os jogadores a andar a fim de habilitar as lutas. Seria muito fácil para a gente permitir que todos lutassem sem parar o tempo inteiro, mas não fizemos isso para ter a certeza de que Pokémon Go ainda teria a cara de Pokémon Go.

Foi bom você mencionar o foco em socializar, pois um dos maiores atrativos de seu jogo é justamente essa mecânica de estimular exercícios e interação com outras pessoas. Isso é algo que sempre estará presente em cada modo de jogo futuro?

Matt Ein: É, eu acho que esse é um princípio legal do nosso jogo, ter o foco em exercícios. Não é algo para você jogar relaxado em seu sofá na maior parte do tempo. Mesmo quando fizemos a Liga de Batalha Go, montamos tudo a fim de estimular o pessoal a andar e explorar. Então com certeza você pode esperar atualizações e recursos futuros focados em premiar os jogadores que fazem amigos, caminham e jogam com os outros, essa é a graça do jogo para nós.

Para encerrar, todo mundo tem um monstrinho favorito no jogo, não é? Qual é o Pokémon que vocês mais gostam?

Matthew Slemon: (risos) ah, essa é fácil, a gente conversa sobre isso internamente o tempo todo.

Matt Ein: O meu é o Dragonite!

Matthe Slemon: E o meu é o Lotad, acho ele incrível!

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários