Projeto do portátil Vega+ perde a licença oficial do ZX Spectrum

Projeto do portátil Vega+ perde a licença oficial do ZX Spectrum

Último Vídeo

Projetos de financiamento por parte de fãs ainda são alvo de polêmicas, principalmente quando a falta de transparência relacionada a quando as pessoas receberão seu produto ainda existem aos montes. Agora, essa polêmica afetou o Vega+, portátil retrô que, por causa de problemas relacionados ao envio das unidades aos consumidores que o financiaram, perdeu a licença de usar o nome do ZX Spectrum, console que tenta emular.

Segundo reportagem da BBC, a Sky, detentora dos direitos do ZX Spectrum e da Sinclair, empresa que criou o console na década de 80, romperam o seu contrato com a Retro Computers por esta não ter entregue as unidades do Vega+. O lançamento do portátil, que deveria vir equipado com mais de mil jogos na memória, era para o final de 2016, mas várias polêmicas envolvendo os responsáveis pela Retro Computers causaram atrasos. Depois de a Sky ter dado alguns meses de aviso, o contrato entre as companhias foi quebrado.

A Retro Computers chegou a enviar algumas unidades do Vega+, mas por causa desses e vários outros problemas, ofereceu o envio sem os 1000 jogos na memoria, deixando a inclusão de jogos no aparelho por conta dos consumidores. Algumas dessas pessoas receberam o portátil, mas ele foi enviado em condições precárias, sem manual ou sequer proteção, o que ocasionou riscos na tela do aparelho, como pode ser visto no vídeo abaixo.

 

A BBC confirmou que uma ação contra a Retro Computers, movida pelos financiadores que não receberam seus consoles, deve prosseguir mesmo após a empresa ter começado a enviar unidades do Vega+.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários