Voxel

PSN volta a não ter data oficial de retorno

Último Vídeo


Se a notícia emitida pela rede Bloomberg de que a PlayStation Network não deve voltar até o dia 31 de maio já soou desanimadora para os seus usuários, a entrevista do porta-voz da Sony, Patrick Seybold, ao site Venture Beat, nesta terça-feira, dia 10, conseguiu superá-la.

De acordo com Seybold, o vice-presidente da companhia estipulou o dia 31 de maio apenas como meta interna para que todos os problemas fossem restaurados. A parte que diz que nessa data a PSN voltaria ao ar ficou por conta da rede de notícias devido a algum erro na apuração dos fatos.

Enquanto isso, a Sony contabiliza as perdas causadas pelo ataque que sofreu dos hackers. Relatórios feitos por seguradoras afirmam que a companhia deve perder entre R$ 1,9 e 4,3 bilhões. Sem contar os prejuízos causados a parceiros comerciais da companhia, como a Capcom e a Activision, que não deixam de pressionar para um retorno dos serviços da rede do PlayStation.

América Latina

Enquanto nos Estados Unidos a Sony anunciou um fundo de US$ 1 milhão para indenizar os jogadores cujos dados pessoais apareçam em sites criminosos, não há nenhuma solução definitiva para os usuários dos países da América Latina.

O gerente geral da companhia na região, anunciou no blog do PlayStation em espanhol que cada um dos países afetados na área possui procedimentos específicos, o que torna a tarefa muito mais complexa. Dessa forma, assim que a companhia terminar de traçar as melhores possibilidades para os usuários da América Latina, mais detalhes serão divulgados.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.