Quantic Dream processa jornalistas franceses que acusaram estúdio de tóxico
55
Compartilhamentos

Quantic Dream processa jornalistas franceses que acusaram estúdio de tóxico

Último Vídeo

Algum tempo após o episódio de acusação em que a Quantic Dream foi apontada por veículos franceses como uma empresa que estaria abusando de seus funcionários, o estúdio, que já havia negado os fatos, iniciou um processo legal contra aqueles que fizeram tais acusações.

De acordo com o Kotaku, a desenvolvedora colocou na sinuca William Audureau, autor do artigo acusativo no Le Monde, e também o site de notícias Mediapart.fr. O jornalista mantém seu posicionamento e disse que "a reportagem foi escrita com verdade, seguindo uma investigação documentada, respeitando o princípio de que os dois lados devem ser ouvidos".

David Cage, diretor de Detroit: Become Human, se defendeu após o início do episódio, no começo deste ano. "Homofobia? Trabalho com Ellen Page, que luta por direitos LGBT. Racismo? Trabalho com Jesse Williams, que luta por direitos civis nos Estados Unidos... Julgue meu trabalho", alegou o artista à época.

Tribunal em junho

Agora é aguardar. A primeira sessão em tribunal está agendada para junho deste ano. O que você pensa sobre o assunto? Quais serão os desdobramentos disso? Comente aqui embaixo, na seção destinada aos comentários.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.