O reboot de Tomb Raider originalmente teria um final bem mais sombrio

O reboot de Tomb Raider originalmente teria um final bem mais sombrio

Último Vídeo

Responsável por escrever o roteiro do reboot de Tomb Raider, Rhianna Pratchett — que anunciou recentemente seu afastamento da série — planejava um final bem mais sombrio para o jogo. Segundo ela, mudanças realizadas durante o processo de desenvolvimento impediram que a Crystal Dynamics criasse uma experiência mais coerente — algo no qual ela desejaria retrabalhar caso essa opção tivesse surgido.

“Havia muitas mortes até aquele ponto. Parte das mudanças de gameplay, onde eu tinha que voltar e matar diversos personagens”, explicou Pratchett em uma entrevista à Eurogamer. “Seria bom se tivéssemos identifcado esse problema mais cedo, e provavelmente poderíamos ter refinado as coisas um pouco mais. Conseguimos consertá-lo. Mas ele não entregou totalmente alguns dos temas narrativas que queríamos abordar. Acabamos levando-os para o segundo game”.

Ele não entregou totalmente alguns dos temas narrativas que queríamos abordar

Tratando sobre uma Lara Croft mais jovem, o reboot mostra como a personagem passa de uma moça inocente a uma exploradora que não tem receios de matar — transição que muitos jogadores consideram problemáticas. A própria Rhianna tem uma opinião semelhante e afirma que “gostaria de ter encontrado uma solução mais elegante para a primeira morte e para o que acontece depois dela”.

Vale notar que, embora a Crystal Dynamics aparentemente já esteja planejando uma sequência para Rise of the Tomb Raider, o novo game deve ter um tom de história ligeiramente diferente. Rhianna deixou recentemente o estúdio em termos amigáveis para procurar outras formas de expressar seu trabalho como escritora e roteirista.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.