Voxel

Redes sociais mudaram a forma como as pessoas jogam, diz EA

Último Vídeo

Os sistemas de segunda tela, seja de forma nativa como o Wii U ou por meio de tablets ou smartphones, vieram para ficar. E, para o vice-presidente executivo da EA Games, Patrick Soderlund, é meramente um reflexo de uma característica da sociedade moderna, adepta do multitasking e capaz de jogar e usar redes sociais ao mesmo tempo.

Com isso, afirma ele, veio uma necessidade de games como “algo a mais” do que mero entretenimento. Foi daí que surgiram os “Logs”, serviços da Electronic Arts conectados a games como Need for Speed e Battlefield que, na nova geração de consoles, ganharão contornos ainda mais profundos.

Soderlund garante que, daqui em diante, a jogatina social não será mais uma brincadeirinha, e sim, verdadeiras extensões dos títulos na frente do console. O foco é tão grande que as funções desse tipo são uma das prioridades no desenvolvimento de jogos, a ponto de muitas vezes alterarem características do gameplay, e não o contrário. Tudo deve se encaixar e, na EA, são os “Logs” que puxam o bonde.

E não para por aí. A ideia da Electronic Arts é implementar funcionalidades de segunda tela em todos os jogos vindouros ou, pelo menos, pensar em como isso poderia ser utilizado. A empresa acredita que essa será uma das grandes tônicas da nova geração e, como sempre, não quer ser deixada para trás.

Battlefield 4 chega ao mercado no final do ano com uma extensa funcionalidade de segunda tela. Além de modos de jogo dedicados a tablets e smartphones, jogadores podem montar seus soldados, trabalhar em loadouts e conferir rankings online. Já em Need for Speed Rivals, é possível distribuir itens para os amigos, atrapalhá-los ou controlar o posicionamento da polícia.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.