Voxel
286
Compartilhamentos

Ressurgem rumores sobre a DRM obrigatória do Xbox One

Último Vídeo
Fonte: Divulgação/Microsoft

Lembra-se do anúncio do Xbox One feito pela Microsoft naquele evento dedicado especialmente à novidade, durante o qual a companhia afirmava que seria necessário utilizar uma DRM obrigatória, ou seja, o console deveria ficar 100% do tempo conectado para funcionar? Pois, depois da forte interação da concorrência, a first party resolveu voltar atrás e derrubar de uma vez por todas esse critério odiado pelos jogadores.

No entanto, depois que alguns gamers receberam inadvertidamente unidades do Xbox One nesta semana (devido a uma falha na programação de envio de alguns vendedores), um novo rumor apareceu para preocupar os fãs da “nova caixa”. De acordo com o site da revista Official Xbox Magazine, o gamer identificado no Twitter com o perfil de Moonlightswami afirmou que não consegue jogar Call of Duty: Ghosts, mesmo depois de ter realizado o download do conteúdo obrigatório do dia um da nova plataforma.

A Microsoft, ciente dos comentários do rapaz, resolveu intervir na questão através de seu diretor de planejamento de produtos, Albert Penello. Para começo de conversa, o rapaz recebeu o console e começou a utilizá-lo antes da data em que a companhia se compromete a fornecer todo o suporte disponível. Portanto, o que Moonlightswami baixou não foi o update obrigatório do primeiro dia, e sim uma atualização comum.

“Nós ainda temos algumas semanas de trabalho antes do lançamento, o que significa que o console está ainda em estágio de pré-lançamento”, afirma Penello, que continua: “Nós estamos realizando atualizações regulares e eu, pessoalmente, realizei o download apenas alguns minutos antes do rapaz ter postado isso (...) E é por isso que nós estamos dizendo que nós não queríamos que as pessoas ligassem seus consoles antes da data oficial”.

CoD também não é o problema

Img_normal

O diretor da Microsoft ainda afirmou que essa questão também não tem a ver com Call of Duty: Ghosts. “Essa tal atualização do primeiro dia basicamente serve para garantir que todas as plataformas utilizem tudo o que existir de mais recente no que diz respeito ao sistema operacional dos consoles, incluindo tudo o que há de novo na caixa. Mas absolutamente não há checagem de conexão a cada 24 horas e isso eu posso garantir”, diz o resignado Penello.

Enfim, parece que a questão realmente não passou de um mal entendido entre um jogador que usou o game antes do que devia. De qualquer maneira, Moonlightswami ainda não consegue jogar nem a campanha solo de Ghosts, nem o multiplayer... O que você acha sobre isso? Será que o DRM não vai voltar mesmo?

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.