Voxel

Revelados novos detalhes sobre a GPU do Wii U

Último Vídeo

Fonte da imagem: Reprodução/ChipworksApesar de já ter sido lançado há quase três meses, o Wii U ainda é um console com alguns mistérios – e um deles diz respeito à GPU do console, que não tinha detalhes confirmados de funcionamento e potência.

Agora, uma foto em altíssima qualidade do chip feita pela Chipworks pode ter algumas pistas novas sobre o chip gráfico: ela é fabricada em uma arquitetura de 40 nm, é bem mais que a GPU do Wii original, bastante cara de ser feita (deve custar de US$ 20 a US$ 40) e, junto com os demais componentes de processamento, pode trazer ótimos resultados.

Para transformar os dados armazenados na memória, em pixels que surgem na tela, a GPU conta com 320 unidades programáveis (stream processors), 16 unidades de mapeamento de texturas e oito unidades de saída de renderização (ROPs, na sigla original).

Com tais dados, é possível concluir que a GPU é uma versão personalizada de modelos como a Radeon HD 4650 ou HD 4670, com menos unidades de mapeamento e um clock levemente menor, 550 MHz.

E o que eu ganho com isso?

Comparando com os mesmos números da plataforma do Xbox 360, a GPU do Wii U ganha de lavada, sendo bastante superior. O problema é que ele está na geração seguinte – e terá que competir com os projetos Orbis e Durango, que devem estar em um patamar bastante superior, com resolução 1080p, 3D e outras novidades.

À direita, CPU e GPU reveladas. À esquerda, a identificação do chip gráfico do Wii U. (Fonte da imagem: Reprodução/Chipworks)Ainda assim, para saber a capacidade gráfica completa e o potencial do console, é preciso levar em conta variáveis como a memória e a CPU do aparelho – e o limite desse potencial, por enquanto, continua um mistério.

Fonte: Chipworks

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.