Voxel

Riccitiello: fracasso de jogos top podem trazer grandes consequências para a indústria

Último Vídeo

Fonte da imagem: Reprodução/Digital Spy
Apesar de ter saído da Electronic Arts, John Riccitiello, antigo CEO da companhia, ainda é muito respeitado por sua longa experiência e tudo que realizou nesta gigante dos games. Aproveitando a bagagem do executivo, o pessoal da Games Industry bateu um longo papo sobre o futuro da indústria.

Entre tantos temas abordados, eles conversaram sobre o desenvolvimento de grandes jogos (os games AAA ou triple-A). Para Riccitiello, uma companhia que agora é bem sucedida pode, devido à pressão das vendas, ter seus negócios abalados rapidamente caso um título top de linha não desempenhe bons resultados — ou se outro tomar a liderança.

“As consequências são enormes. Se a Ubisoft falhar com Assassin’s Creed ou a Activision pegar o lugar da EA nos jogos de FPS, isso seria cataclísmico, e haveria problemas enormes”, diz o executivo sobre a extrema competividade e as consequências que podem haver no caso do fracasso de uma grande franquia.

A dificuldade em seguir o modelo indie

“O movimento indie, eu odeio dizer isso, mas você vai às conferências e os números são realmente pequenos. As pessoas estão fazendo isso por amor, não pela economia do negócio. Eu estou na indústria pelo amor, mas o fato é que as grandes publicadoras estão maiores e eu acho que eles vão absorver todo o negócio, até nas plataformas móveis”, disse Riccitiello.

Fonte da imagem: Reprodução/Steam
Essa questão dos jogos independentes é bem enfatizada pelo empresário, que comenta os problemas que existem para as grandes indústrias para tentar seguir o mesmo caminho. Algumas desenvolvedoras até têm planos de apostar em novas ideias, mas as publicadoras focam nos números e não podem permitir ideias mirabolantes.

Apesar de ser difícil mudar essa mentalidade, Riccitiello insiste que as companhias precisam perceber que há mais no design dos jogos do que apenas “gerenciamento de recursos sobre o dinheiro que você aplica no jogo”. Segundo ele, essa é uma meta importante para criar entretenimento satisfatório.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.