Voxel
04
Compartilhamentos

Riccitiello: nova geração de consoles pode prosperar entre tablets e smartphones

Último Vídeo

Fonte da imagem: Reprodução/Electronic Arts
O ex-presidente da Electronic Arts, John Riccitiello, afirmou que a nova geração de consoles de mesa pode sim prosperar em um mercado dominado pelos jogos casuais, tablets e smartphones. Mas isso não será tarefa fácil nem rápida, e sim, que depende de uma série de requisitos que precisam ser cumpridos.

O primeiro deles é o foco, que deve ser jogado completamente sobre os gamers. Posicionar-se como caixas de entretenimento não é o correto e esse tipo de coisa deve ser tratada apenas como um agregador de valor, e não como parte integrante do negócio. Aqui, o marketing bem feito e um posicionamento correto de elementos na interface é fundamental.

O segundo e terceiro quesitos se relacionam a não repetir os erros da geração anterior. Aqui existe uma equação complicada de balancear. A disponibilidade de consoles no lançamento deve ser aprimorada, de forma que todos encontrem aparelhos nas prateleiras. O produto final precisa ter um preço adequado para que os consumidores confiem e comprem, sem que sobrem dispositivos. Basicamente, a demanda e a oferta precisam ser equivalentes.

Por fim, nada de agressividade quando o assunto são DRMs ou jogos usados. Mas isso não tem a ver com o fim de experiências obrigatoriamente conectadas, e sim, com encontrar formas pelas quais os jogadores “amem” esse tipo de coisa. Um sistema mais aberto e com soluções inovadoras é a sugestão superficial dada por Riccitiello.

A guerra da nova geração começa em algumas horas. O PlayStation 4 já foi anunciado e, ainda hoje, a Microsoft apresenta suas armas com o novo Xbox. Vamos acompanhar.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.