Rockstar permite que funcionários comentem sobre seus ambientes de trabalho

Rockstar permite que funcionários comentem sobre seus ambientes de trabalho

Último Vídeo

Diante da polêmica provocada pela declaração de que funcionários da Rockstar trabalharam 100 horas semanais para finalizar Red Dead Redemption 2, a desenvolvedora decidiu mudar sua política de comentários em redes sociais. Após alguns ex-funcionários criticarem as práticas da empresa, alguns empregados atuais usaram seus perfis para defende-la abertamente.

“Primeiramente, esse foi um dos trabalhos mais recompensadores e menos estressantes nos quais eu trabalhei”, afirmou Keith Thorbun, que cuidou da música do game. “Eu sei como é um crunch épico, mas esse foi gerenciado de forma que eu me senti feliz e saudável”, afirmou ele através do Twitter.

Outro desenvolvedor que comentou o assunto foi Wesley Mackinder, que afirmou se sentir chocado com as histórias de abuso de ex-funcionários da Rockstar. Segundo ele, durante o desenvolvimento de Red Dead Redemption 2 houve semanas em que ele trabalhou 50 horas, mas em muitas delas a carga horária era somente das 40 horas combinadas e ele nunca sofreu nenhuma punição por conta disso.

Viviane Langdon expressou uma posição semelhante, afirmando que trabalhava entre 2 a 6 horas extras (pagas) por semana. “Quero reforçar que essa é a minha opinião pessoal sem curadoria. Eu não estou sendo compensada por essa publicação de forma alguma e a estou fazendo voluntariamente. Eu só vou falar sobre minha experiência pessoal”, afirmou.

Experiências positivas

O programador Phil Beveridge afirmou que as práticas da Rockstar North melhoraram muito. “O crunch em Red Dead Redemption 2 definitivamente foi muito melhor do que em GTA V, no qual eu estava tendo semanas de trabalho de mais de 70 horas (enquanto meu chefe me mandava ir para casa)”.

“Como um trabalhador da Rockstar North, eu provavelmente deveria adicionar minha voz à conversa sobre crunch”, afirmou o designer de ferramentas Tom Fautley. “Fazemos crunch. Eu não vi ninguém ser forçado a trabalhar semanas de 100 horas, mas eu definitivamente vi amigos se aproximar mais do que é saudável dessa marca. Me pedem e encorajam a trabalhar além do horário (tanto em noites quanto no fim de semana) ao chegar perto de um grande prazo. O máximo que trabalhei em uma semana durante meus quase 5 anos aqui foi 79 horas, mas isso não foi recentemente”.

RDR 2

Os relatos de antigos e atuais funcionários pintam duas Rockstar Games bastante diferentes, em que as cargas de trabalho exigidas são bastante distintas. Em resposta a seu comentário, Dan Houser afirmou que somente ele e um grupo restrito de designers sênior chegaram à marca de 100 horas e que a companhia não exige horas-extras ou pune funcionários que não podem realizá-las.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários