Saiba o que a equipe do TecMundo Games está jogando atualmente!

Saiba o que a equipe do TecMundo Games está jogando atualmente!

Último Vídeo

Vocês se lembram do nosso quadro “O que estamos jogando”? Após um longo período na geladeira em função de todas as loucuras que nós vivemos aqui no mundinho dos bastidores jornalísticos de games, vamos retomar essa postagem e tentar executá-la, no mínimo, quinzenalmente!

Trata-se de uma publicação que visa humanizar, ainda mais, o trabalho que todos nós do TecMundo Games realizamos graças a vocês, prezados leitores. Existem tantas zilhões de opções inundando a indústria de jogos eletrônicos nos dias de hoje que fica difícil não jogar dois, três ou mais games de uma só vez. Quem sabe dar um tempo e curtir um livro ou atualizar as séries do catálogo da Netlflix?

Confira o que alguns de nós estão jogando atualmente, datando de 23/01/2017:

Leonardo Rocha, redator

Mergulhado em Final Fantasy!

Eu não consegui largar o Final Fantasy XV desde quando comecei a jogar para fazer a análise aqui para o TecMundo Games. Já são mais de 120 horas de jogatina e estou finalmente completando o conteúdo pós-game. No mobile, continuo o vício de anos em Brave Frontier, mas também me divido com Final Fantasy Brave Exvius, Mobius Final Fantasy e Final Fantasy 4. Ah, e mais recentemente voltei a jogar Pokémon GO de leve. Está difícil arranjar tempo para dormir.

Paulo Bonilauri, redator

Pathfinder (RPG de Mesa)

Dada minha falta de tempo para dedicar a minhas andanças pelo mundo de Final Fantasy XV, aproveito para falar um pouco de minhas desventuras semanais na mesa de RPG. A história da vez teve um final triste, mas épico para mim: meu ladino, prestes a ser corrompido para o lado mau, fez um último ato heroico e sacrificou a si mesmo em troca de garantir que seus aliados pudessem prosseguir em segurança por território inimigo.

Agora estou pensando qual vai ser o próximo aventureiro que farei. Quem sabe um paladino valoroso para variar um pouco de meu bondoso, mas escuso, desarmador de armadilhas? Sugestões são bem-vindas – desde que venham apenas do livro básico do Pathfinder.

Renan Hamann, redator

Futeboleiro americano com Madden 17!

Sabe o chato do FIFA? Aquele cara que compra o PES todo ano? Eu sou assim com o Madden NFL... E como já cansei do franchise, tô dedicando um tempo nas partidas online. Eu não sei se sou muito bom ou muito ruim, porque já venci muitas partidas por placares insanos e perdi outras por placares ridículos, mas continuo jogando! O futebol americano é meu esporte favorito desde sempre e com o Raidão melhorando eu consigo ganhar usando o meu próprio time, o que deixa tudo mais legal, hahaha!

Ponto fraco continua sendo o rage quit! Mas isso rola em qualquer jogo multiplayer! Infelizmente...

Douglas Vieira, redator

Pokémon GO

Por incrível que pareça, acho que ainda sou um dos poucos que pode dizer que continua se divertindo em Pokémon GO. Como ainda não completei a Pokédex e sigo em busca de criaturas mais fortes para lutar nos ginásios (vai, Mystic!), acredito que o jogo ainda é capaz de me divertir quando tenho alguns minutos disponíveis - sem contar o fato de que minha esposa também joga, então isso serve de incentivo para seguir nessa jornada.

Bruno Micali, redator

Uncharted 3 do Nathan Drake Collection (PS4)

Estou naquela fase “preguiçosa” em que nada me apetece por muito tempo. Até mesmo os meus mundos abertos de estimação estão largados no canto do quintal, carentes, sem a minha atenção. Aí decidi aumentar minha coleção de platinas e, numa tacada só, fui de Batman da Telltale, Uncharted 2 e, agora, Uncharted 3. Vou pegar o Resident Evil 7 e o Yakuza 0, e ah, também cogito o Gravity Rush 2 pra dar uma quebrada na mesmice. E sim: confesso que estou ansioso pelo Switch! Apesar dos inúmeros pesares que o console tem...

Igor Napol, redator

Ah, esse gearhead...

Três coisas que parecem uma só: Automobilista, iRacing e Assetto Corsa. Os dois primeiros são parte da minha rotina já por conta dos campeonatos de Automobilismo Virtual de que participo, enquanto o Assetto serve pra dar uma quebrada no ritmo e uma espairecida dando umas voltas em Nordschleife

Vinícius Munhoz, redator

Disney e Square

A minha rotina recentemente tem sido jogar os novos Kingdom Hearts da coletânea 2.8 HD para fazer a análise (que sai em breve). Depois de zerar Birth By Sleep 0.2 – A fragmentary Passage, agora é a vez de Dream Drop Distance HD rodar em fluidos 60 fps no PS4. Para intercalar a jogatina mais “densa”, tenho aproveitado para jogar The Banner Saga no iPad, um jogo ofuscado que tem muita qualidade narrativa e jogabilidade tática de primeira.

Felipe Valente, redator

Só no Batmão!

Enquanto não estou jogando Yakuza 0 (análise em breve), estou aproveitando para explorar Batman: Arkham Knight. Sim, eu sei que estou atrasado, mas leve em consideração que só joguei Arkham City (e Origins) no começo deste ano. Jogar quase toda a série com bastante proximidade entre seus capítulos foi uma boa decisão, até para ver como a Rocksteady evoluiu nesse último capítulo.

Eu ainda tenho alguns problemas de adaptação com a direção do carro, mas estou gostando muito das melhorias do sistema de lutas. Só de poder derrubar vários adversários de uma só vez com um único ataque furtivo já considero esse jogo bem melhor de jogar do que os anteriores. Pena que o preço de jogar atrasado seja já saber muito do que acontece nele, incluindo a identidade do (não tão) misterioso Arkham Knight logo de cara.

--------

E você, o que está jogando? Conte para nós na seção destinada aos comentários, logo adiante!

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.