Voxel
01
Compartilhamento

Semana TCG: o que estamos jogando (07/01/2013)

Último Vídeo

Img_normal

Primeira segunda-feira de 2013 e chegou a vez de apresentarmos o quadro "O que estamos jogando". Talvez você pense que seja impossível que os títulos prestigiados por nós mudem a cada semana, mas acredite: a equipe BJ é muito grande, e nós simplesmente adoramos jogos eletrônicos.

Sem mais delongas, confira o que estamos jogando. Lembramos que aqui constam apenas os games que MAIS estamos jogando, embora possamos estar experimentando outros títulos simultaneamente. Além disso, aparecem neste quadro somente alguns dos integrantes da equipe BJ:

Aproveitei os dias de folga do final do ano para revisitar uma das minhas franquias preferidas. Comecei  com Tomb Raider: Legend e levei Lara Croft de volta aos mistérios envolvendo o Rei Arthur em uma viagem pelo mundo num dos capítulos mais empolgantes e emocionantes da saga da heroína mais amada do mundo dos games. Mal cheguei ao final do jogo e já emendei Tomb Raider: Anniversary, o remake do primeiro game da série. Para completar, deixei Tomb Raider: Underworld encaminhado: tudo para esperar o próximo jogo da série que deve marcar a renovação completa da franquia.

Img_normal

Apesar dos reviews negativos, não resisti e finalmente decidi jogar Dragon Age 2. Embora a história seja realmente mais fraca do que o primeiro game da série, não cheguei a me decepcionar com o título.

O que me chamou a atenção foram os combates, que estão bem mais fluídos do que em Origins. Ainda estou no começo do jogo, que está sendo agradável até o momento — só espero que os tais ambientes e missões repetitivas que muitos criticaram não comecem a dar as caras muito cedo na aventura.

Estou jogando Dishonored e estou adorando. Já terminei a campanha principal duas vezes, agora busco concluir as tarefas especiais (coletar todas as runas, ossos e pinturas do Sokolov, concluir a campanha sem ser detectado etc). Este é um jogo fantástico, pois a campanha principal pode parecer curta, mas há diferentes maneiras de conclui-la. Sem dúvidas, uma bela surpresa em 2012.

Sempre tive pouquíssima consideração quanto a esse jogo – afinal, ele é conhecido por muitos como uma mera cópia de um de meus games favoritos –, porém, o título conseguiu ganhar meu respeito.

Embora também tenha objetivos muito parecidos com os de Minecraft, Terraria tem um foco diferente, preferindo oferecer combates desafiadores com chefes absurdos e um número absurdamente maior de itens; dois pontos que sempre senti falta ao jogar no mundo de blocos tridimensionais da Mojang.

Tirei a poeira do PS2 e voltei a jogar um dos games que mais gosto: We Love Katamari, o segundo título da série lançado pela Namco. O jogo é conhecido pela sua esquisitice e tem como objetivo rolar uma enorme bola conhecida como katamari por cenários diversos, coletando objetos e seres presentes nas fases. Você começa pegando pequenos clipes de papel e, à medida em que avança no jogo, chega a grudar ruas, continentes e até planetas em sua Katamari, tudo isso para agradar ao sempre insatisfeito Rei do Cosmos e sua legião de fãs. A trilha sonora é impecável e vale a pena ser ouvida.

E você, o que está jogando neste momento?

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.