Voxel

Semana TCG: o que estamos jogando (25/06/2012)

Último Vídeo

O "canto da jogatina" do leitor formigakamikaze. Coloque sua foto aqui!

Nova segunda-feira no mundo dos games, e chegou a vez de apresentarmos o quadro "O que estamos jogando". Talvez você pense que seja impossível que os títulos prestigiados por nós mudem a cada semana, mas acredite: a equipe BJ é muito grande, e nós simplesmente adoramos jogos eletrônicos.

Vale lembrar o seguinte: a imagem acima pode ser sua! É isso mesmo, você poderá ter a foto do seu cantinho publicada no nosso quadro semanal. Basta enviar suas imagens para o tópico "Fotos do seu cantinho" no fórum do TecMundo Games.

Sem mais delongas, confira o que estamos jogando. Lembrando que aqui constam apenas os games que MAIS estamos jogando, embora possamos estar experimentando outros títulos simultaneamente. Além disso, aqui constam somente alguns dos integrantes da equipe BJ:

Eu sei, estou um pouco atrasado jogando só agora esse game da Rockstar, mas só agora tive a oportunidade de me dedicar inteiramente a ele. Para quem estava acostumado com San Andreas, o jogo parece meio estranho e limitado, mas não necessariamente ruim.

Img_normal

Como sempre, as missões são muito divertidas e o game é repleto de personagens (e estações de rádio) memoráveis. Infelizmente, como estou jogando no PC, sofro com uma adaptação mal feita e que aproveita muito mal o potencial do hardware que tenho — nada que quebre a experiência, mas decepciona não conseguir rodar no máximo um game lançado em 2008 por conta de problemas de programação.

Depois de treinar bastante com a minha Sheeva no PlayStation 3, resolvi começar a investigar mais a fundo as diferenças que a jogabilidade da versão para Vita poderia apresentar. Por enquanto ambas as versões são ótimas, com o destaque que eu ando viciado no “Fruit Ninja” MK, o que tem me garantido muitas risadas, principalmente quando me encontro em meio a amigos. Viva o Vita!

Apesar de adorar a fórmula de Uncharted, sinto que a série já deu tudo o que tinha de dar. Depois de ficar muito empolgado com Among Thieves e me frustrar com Drake’s Deception, Golden Abyss provou que a franquia precisa se reinventar caso queira continuar com a mesma mágica de antes. O roteiro segue os mesmos padrões dos títulos anteriores, o que faz com que ele seja repetitivo, previsível e cansativo. Por mais que a ação seja divertida, não é o suficiente para fazer com que a principal arma do Vita seja algo decepcionante.

Após um grande hiato, eis que um game da franquia Max Payne volta a fazer parte do meu cotidiano. O novo jogo traz os principais elementos que o tornaram um grande sucesso, como boa jogabilidade, bullet time, história envolvente e fases bem elaboradas.

Nesse sentido é muito legal ver que o Brasil já aparece com destaque em games de grande porte. Contudo, a leitura do país por parte dos desenvolvedores deixou um pouco a desejar na minha opinião. Mesmo assim, é divertido ver bandidos xingando em português e uma novela que tem o Curupira fazendo participação especial. Bom jogo!

Aproveitei a promoção do Steam para, finalmente, experimentar o tão falado Deus Ex: Human Revolution. Além do belíssimo aspecto amarelado e dos cenários incrivelmente detalhados, o game me surpreendeu muito pelo seu grau de dificuldade, exigindo que eu usasse o máximo das minhas habilidades stealth (adquiridas com Metal Gear) para passar despercebido por um uma legião de guardas futurísticos. Valeu cada centavo.

Minecraft é possivelmente meu game favorito – ou pelo menos o que mais consome meu tempo. Sempre que penso ter terminado um projeto e que "agora finalmente conseguirei deixar o game de lado por algum tempo", uma nova ideia surge em minha cabeça. Então, me vejo obrigado a voltar para aquele simples, porém belíssimo, mundo quadriculado. Agora é torcer que eu não leve tantas semanas para terminar minha nova construção...

A proximidade do lançamento de Assassin´s Creed 3 me fez retornar à franquia. Eu tinha jogado somente o primeiro, e agora decidi conhecer a história de Ezio Auditore. Passei por Assassin´s Creed II, Brotherhood e já estou no Revelations — um em seguida do outro. Simplesmente não consigo parar de jogar. A história envolvente que mistura eventos históricos e conspirações me deixou fascinado.

Ao descobrir a campanha FF5FF, comecei a jogar Final Fantasy V para apoiar o desafio. Nele, um bot do Twitter diz quais classes você deve usar após derrotar o chefão de cada cristal. Minhas duas primeiras classes foram Black Mage e Time Mage... Ou seja, qualquer tapa me mata. Contudo, isso tornou o jogo muito mais emocionante e interessante, pois agora sou obrigado a usar estratégias elaboradas em vez de apenas atacar e me curar de vez em quando.

E você, o que está jogando neste momento?

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.