Voxel

SOE trabalha em formas de melhorar relação entre jogadores e desenvolvedores

Último Vídeo

Img_normalPlanetSide 2

Gamer não bota medo? A Sony Online Entertainment diz o contrário. Segundo Linda Carlson, diretora de relações globais da produtora, os desenvolvedores precisam estar “protegidos e consolados diante de atitudes de usuários”.

“Os desenvolvedores estão com medo dos jogadores. Diante de feedbacks negativos dos updates realizados, dos patches disponibilizados e de outras alterações menores feitas nos jogos da SOE, as equipes ficam seriamente desmoralizadas”, afirmou a executiva durante uma apresentação da GDC (Game Developers Conference) 2013 na Europa. “Os jogadores acham que os desenvolvedores são tubarões que estão aí para arruinar a jogabilidade e afundá-la”, disse Carlson na ocasião.

A manifestação da diretora teria ocorrido em função de feedbacks pesados sobre os MMOs da Sony Online Entertainment. Carlson lembrou o extinto Star Wars: Galaxies, game que, segundo ela, “dividiu a base de fãs”.

Img_normalEverQuest Next

“É preciso preencher essa lacuna existente entre jogadores e desenvolvedores. Os desenvolvedores precisam saber como se comunicar com a base de fãs e vice-versa. Há uma pressuposição de que os jogadores não vão entender ou não estão interessados. Mas eles apreciam a informação, isso faz com que se sintam parte do processo”, cravou a diretora.

Sobre o episódio de Star Wars: Galaxies, Carlson disse que, após uma atualização do game em 2005 que teria simplificado os recursos e a jogabilidade, o estúdio ignorou as reações negativas da comunidade. “Foi uma dura lição em que aprendemos como não fazer coisas. Mesmo após o ocorrido, há esse pensamento entre os desenvolvedores. Não dá para se esconder de fatos como esse”, completou.

Carlson disse que até hoje a companhia recebe e-mails “de ódio” de jogadores reclamando de Star Wars: Galaxies.

Bem, resta torcer para que as pazes da SOE com os jogadores permaneça, não é?

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.