Solução para o tropeço? Battleborn será um jogo free-to-play em breve

Solução para o tropeço? Battleborn será um jogo free-to-play em breve

Último Vídeo

Com recepção mista e vendas que não atingiram as expectativas, o multiplayer Battleborn tenta uma redenção não tão simples: transformar-se num jogo free-to-play. A informação veio de uma fonte do Kotaku. O anúncio pode acontecer em novembro deste ano, mas isso está sujeito a alteração.

Sob condição de anonimato, a fonte revela que a Gearbox quis esse modelo gratuito desde o começo, mas a 2K, publisher do game, preferiu adotar o valor padrão de lançamento (US$ 60, que gira na casa dos R$ 199 – R$ 249 no Brasil). O jogo já vinha caindo de preço gradativamente e, hoje, é comercializado a apenas US$ 20 lá fora, com descontos exorbitantes aqui também.

Competir o mesmo espaço de lançamento com Overwatch é difícil...

Enquanto Battleborn não foi tão mal assim nas análises, as vendas não corresponderam às expectativas da Take-Two/2K – até porque houve um certo Overwatch lançado no mesmo mês. “Fomos sólidos em análises, mas a performance no mercado ficou abaixo de nossas expectativas. Acreditamos que ainda exista uma oportunidade de aumentar a audiência para essa experiência única com o tempo, e a 2K continuará engajando os consumidores com conteúdos adicionais e moedas virtuais”, afirmou Strauss Zelnick, chefão da Take-Two Interactive.

Evolve foi um que adotou essa estratégia e deu certo: após ter virado um free-to-play, o shooter, que coloca jogadores caçando um monstrengão (também controlado por alguém) em mapas diversos, foi catapultado nas buscas do Steam e conseguiu turbinar downloads. Com isso, aumentou-se a base de usuários – e, consequentemente, a relevância do produto no mercado.

Se Battleborn seguirá o mesmo caminho ou não, só o tempo dirá. O game está atualmente disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC. Não deixe de conferir nossa análise clicando aqui. Aproveite também para opinar sobre o assunto logo abaixo.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.