Voxel

Sony: divisão do PlayStation deve ser lucrativa

Último Vídeo


Com a revelação do preço final do PlayStation 4, muitos se perguntaram quanto sua fabricante estaria perdendo em subsídios ao console — afinal, mesmo com seu preço inicial elevado, o PlayStation 3 ainda deu grandes prejuízos em sua época de lançamento. Segundo Fergal Gara, da Sony UK, o valor cobrado pelo novo console é só um dos fatores que pode influenciar os resultados financeiros da companhia.

“Sendo direto, não queremos prometer mais do que podemos cumprir”, disse ele ao GamesIndustry.biz. “Não estamos em um estágio de produção em massa no momento, então é difícil ser absolutamente preciso. Estou confiante de que vamos ter estoques significantes para o Reino Unido, estamos absolutamente felizes que vamos lançar (o video game) antes do Natal”, afirmou Gara.

Questionado sobre o preço do novo console, ele afirmou que não faz sentido observar isso de maneira isolada. “O PlayStation vai se tornar um negócio lucrativo? Ele precisa e pretende ser durante o próximo ano”, declarou o executivo. “O balanço entre tudo o que fazemos, seja o console, o software, os acessórios ou a divisão digital, tudo precisa ser lucrativo, e esperamos que isso ocorra no médio a longo prazo”.

Situação delicada

Em 2012, a divisão PlayStation registrou quedas de mais de 12% em suas vendas, obtendo lucros de somente US$ 18 milhões — valor que chegou a US$ 310 milhões no ano anterior. Como muitas das outras divisões da empresa estão em crise, não há uma “rede de proteção” a postos caso o novo console não tenha o desempenho comercial esperado.

Segundo Gara, o preço do PlayStation 4 não foi determinado pela competição. “Acertar o valor não acontece em dias ou semanas, sendo resultado de anos de planejamento junto aos departamentos pela engenharia, design e arquitetura do sistema”.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.