Voxel

Sony europeia muda regras e bane revenda e compartilhamento de jogos de PS4

Último Vídeo
Fonte: Reprodução/Mundo Canibal Games

No início do ano, a Sony saiu na frente na disputa entre os consoles da próxima geração ao declarar que, diferentemente do que havia sido divulgado pela Microsoft para o Xbox One até então, o PlayStation 4 não bloquearia jogos usados e não implementaria qualquer restrição aos jogadores, que poderiam compartilhar seus games de varejo assim como fazem hoje no PS3.

Agora, com a aproximação do lançamento do console ainda este mês, a empresa resolveu mudar os Termos de Uso de software para o seu novo video game em alguns países da Europa. Os limites impostos sobre os games pela companhia são explicados pelo contrato da seguintes forma:

  • Sua licença de uso de software é não exclusiva e não transferível, apenas para utilização privada nos sistemas autorizados aplicáveis (conforme indicação na caixa de software baseado em discos, na descrição do produto em downloads ou por meio de outra forma de notificação de nós para você de tempos em tempos) e somente na Europa, no Oriente Médio, África, Índia,  Rússia e Oceania;
  • Você não pode utilizar o software comercialmente, transmiti-lo, cobrar por seu uso ou fazer uma performance pública com ele sem a nossa permissão expressa e, se a publicadora for outra companhia, sua autorização adicional;
  • Você não pode arrendar, alugar, sublicenciar, publicar, modificar, adaptar ou traduzir qualquer parte do software.

Além disso, a revenda de jogos do PlayStation 4 é especificamente proibida por um item especial no contrato:

  • Você não pode revender nem software baseado em disco nem downloads, a menos que tenha sido expressamente permitido por nós e, se a publicadora for outra companhia, adicionalmente autorizado por ela.

Muita calma nessa hora

Aparentemente, essas mesmas restrições já estão em vigor no PlayStation 3 e em seus jogos, ainda que a Sony nunca tenha posto essas normas em pleno funcionamento ou punido infratores. Além disso, cabe reforçar que essa versão do contrato é válida apenas em alguns países europeus.

É possível que a companhia enteja apenas adicionando tais restrições legais de forma a estar amparada caso haja algum problema envolvendo essas práticas. No entanto, a alteração ainda levanta preocupações e a empresa certamente terá que se explicar para os fãs.

Atualização: Questionado no Twitter se os jogadores ainda poderiam vender seu próprios jogos do PS4, Shuhei Yoshida postou uma das suas já clássicas e diretas respostas - um inquestionável "sim". Resta apenas esperar um comunicado oficial da empresa explicando os motivos por trás da mudança nas regras. 

 

Fonte: Sony UK

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.