Steam impede a divulgação de patches que retiram a censura de jogos adultos
229
Compartilhamentos

Steam impede a divulgação de patches que retiram a censura de jogos adultos

Último Vídeo

Embora o Steam tenha uma categoria dedicada a “jogos adultos”, a grande maioria deles foi censurada de alguma forma — o que não impede que seus desenvolvedores divulguem em outros lugares patches que removem essas restrições. Ciente do que estava acontecendo, a Valve tomou ações para impedir que essa prática continue a acontecer.

Segundo a Dharker Studio, desenvolvedora de Galaxy Girls, a Valve impôs restrições à divulgação oficial de maneiras de remover partes censuradas de seus games. “Representantes do Steam nos disseram que eles não permitiriam mais que informações ou links para patches que removem censura sejam divulgados no Steam, então todos eles tiveram que ser removidos”, afirmou a desenvolvedora.

"eles não permitiriam mais que informações ou links para patches que removem censura sejam divulgados no Steam"

A mesma situação foi reportada pela Lupiesoft, que teve que remover as informações que indicavam como remover a censura de seu jogo Mutiny!. “O Steam não permite patches na loja”, afirmou a empresa em resposta a um jogador que perguntou onde ele poderia encontrar a “versão completa” do game.

Steam

A solução encontrada por muitos desenvolvedores é hospedar os patches que modificam os jogos (e as instruções de instalação relacionadas) em seus sites oficiais. A mudança não impede que jogadores tenham acesso a “conteúdos adultos” sem censura, mas torna o processo de remoção dos conteúdos alterados um pouco menos acessível.

Embora a Valve nunca tenha adotado uma postura oficial em relação aos conteúdos presentes dentro de jogos, em geral a empresa costuma barrar a entrada de títulos que tenham cenas sexuais consideradas explícitas — mas nunca antes havia barrado a divulgação de patches. Consultada sobre a situação atual, a empresa até o momento não fez qualquer pronunciamento oficial.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.