Steam publica games sobre tiroteios em escolas; entidade protesta
35
Compartilhamentos

Steam publica games sobre tiroteios em escolas; entidade protesta

Último Vídeo

Assunto bastante sensível nos Estados Unidos graças à frequência com que isso ocorre, tiroteios em escola não são exatamente a primeira ideia que surge na cabeça de um designer na hora de fazer um game. Mas isso não se aplicou a Dynamic Shooter, game em que você encarna um membro da S.W.A.T que tem que parar um atirador que invadiu um colégio.

Dynamic Shooter

O que torna o game especialmente problemático é o fato de que você também pode assumir o comando do atirador, cujo objetivo é simplesmente matar crianças. O projeto é autoria do estúdio Revived Games, que tem se especializado em fazer games com conteúdos “polêmicos” como White Power: Pure Voltage, Furry e Dab, Dance & Twerk.

Diante de Dyanmic Shootter, a entidade Infer Trust entrou em contato com a Valve para que o game seja retirado do ar. “É de um gosto muito ruim. Houve 22 tiroteios a escolhas nos Estados Unidos desde o começo deste ano”, afirmou um representante à BBC. “É horrendo. Por que alguém iria pensar que é uma boa ideia vender algo violento desse jeito e ser completamente insensível à morte de tantas crianças?”

Publicadora defende o game

A publicadora Acid defendeu o game, afirmando que ele não promove nenhum tipo de violência, especialmente aquela relacionada a tiroteios em massa. “Enquanto eu posso ver a raiva das pessoas e porque isso pode ser uma má ideia para um game, eu sinto que esse tópico deve ser deixado como está”, afirmou um representante da companhia — que apontou que games como Hatred e Carmageddon são “ainda piores”, mas podem ser jogados livremente.

Dynamic Shooter

Até o momento o Steam não se pronunciou sobre o assunto, mas parece que o jogo tem potencial de violar algumas de suas regras de comunidade. Entre os assuntos que a Valve proíbe em seu sistema está a distribuição de discurso de ódio e discriminação, bem como conteúdos feitos somente para serem “visivelmente ofensivos ou feitos para chocar ou enojar os espectadores” ou que explorem a imagem de crianças.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.

Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Participe agora deixando seu comentário Acesse sua conta
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários