Voxel

Team Ninja fala sobre dificuldade e Hero Mode em Ninja Gaiden 3

Último Vídeo

Img_normal

O líder do Team Ninja, Yosuke Hayashi, defendeu a decisão do estúdio de não inserir no game Ninja Gaiden 3: Razor's Edge decapitações frequentes e outras formas de desmembramento livre. Ou seja, não haverá mais possibilidades de se cortar braços e pernas, como acontecia nos jogos anteriores.

Hayashi disse ao site VG24/7 que as mudanças foram feitas intencionalmente e ao contrário do que possam parecer, as medidas não são para diminuir o impacto da violência no jogo, mas sim aumentá-lo. O produtor disse que o foco do novo Ninja Gaiden estará em matar a maior quantidade de inimigos.

A intenção é tornar a violência no título mais “visceral”. Segundo Hayashi, quando se corta uma pessoa com uma espada, o sangue espirra na direção do atacante, que sente a vítima apavorada e pode-se ouvir a respiração ofegante nos ouvidos.

Hero Mode

Img_normal

O Team Ninja também explicou que o “Hero Mode” de Ninja Gaiden 3, que é um modo de jogo no qual há desvios e bloqueios automáticos, ou seja, a dificuldade é menor, foi implementado para que novos jogadores possam experimentar a história. Isso é, sem morrer o tempo todo.

Ainda em declaração ao site VG24/7, o diretor do game, Fumihiko Yasuda, disse que o modo é inteiramente opcional. Para os jogadores mais hardcore, habituados com a dificuldade brutal da série, há a opção “super hard difficulty mode” desde o começo. A intenção da variação é angariar novos gamers para a série de Ryu Hayabusa.

Ninja Gaiden 3: Razor's Edge tem previsão de lançamento em 2012 para PlayStation 3 e Xbox 360.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.