Voxel

TES V Skyrim: sem suporte integral para o DirectX 11... Mas com conteúdos personalizáveis

Último Vídeo

Img_normal

O produtor-executivo da Bethesda, Todd Howard, resolveu esclarecer alguns comentários recentes que sugeriam que The Elder Scrolls V: Skyrim não seria capaz de aproveitar todo o potencial do DirectX 11.

Segundo o produtor, “há um ganho de desempenho com o DirectX 11, quando comparado com versões anteriores, e há especificidades da ferramenta, como tessalation e coisas do gênero; nós apenas não estamos tomando vantagem disso no momento”, afirmou Howard ao site Ausgamers.com. “Mas isso não significa que nós não faremos isso no futuro”.

O produtor havia afirmado anteriormente — para desgosto do jogadores de PC — que Skyrim seria nivelado, de forma que oferecesse resultados idênticos em todas as três plataformas. “Basicamente, em termos de como os shaders funcionam, trata-se de um jogo baseado em DirectX9”, afirmou Howard.

Entretanto, há uma vantagem nesse “nivelamento por baixo”. Em entrevista à revista britânica Edge, Howard afirmou que os conteúdos produzidos por usuários no PC poderiam ser disponibilizados também nos consoles. “Nós gostaríamos que isso ocorresse, porque funciona; nós fizemos o jogo dessa forma”, destacou o produtor.

Ganho de níveis em Skyrim será mais rápido

A Bathesda revelou recentemente que The Elder Scrolls V: Skyrim terá um sistema de níveis de “1 a 50”. Isso deve tornar as coisas relativamente mais dinâmicas quando se compara com Oblivion ou Fallout 3, afirmou o produtor-executivo Todd Howard em evento recente da softhouse. “Nós balanceamos este jogo”, afirmou Howard. “O nivelamento é mais rápido. Nós pensávamos em Oblivion e Fallout 3 como jogos [com níveis de] de 1 a 25. Este vai de 1 a 50”.

Mas vale destacar: isso não vai criar personagens superpoderosos. “Nós apenas aceleramos as coisas. Isso não vai levá-lo mais longe. Existem diversos bônus, e os poderes realmente vêm desses bônus; nós quisemos tornar esse processo mais rápido”, afirmou Howard. Entretanto, o produtor acrescenta que esses ganhos serão rápidos apenas durante os primeiros níveis.

Img_normal

Ademais, o produtor ainda afirmou que o mundo de jogo em Skyrim será “aproximadamente do mesmo tamanho” daquele encontrado em Oblivion. Em relação à topografia distinta do games, sem problemas: as montanhas locais de difícil passagem “teoricamente proporcionam menos espaço, mas acrescentam mais tempo de jogo, já que não se pode simplesmente atravessá-los”.

Naturalmente, haverá em Skyrim um grande número de dungeons, motivo pelo qual a Bethesda resolveu ampliar seu efetivo de designers. “Nós temos oito ou nove sujeitos atualmente que são realmente bons”, afirmou Howard. “De açodo com a última contagem, nós já possuímos cerca de 120 dungeons, e mais 100 locais que chamamos de ‘pontos de interesse’, além dos encontros.”

The Elder Scrolls V: Skyrim tem lançamento previsto para 11 de novembro deste ano. Aguarde uma prévia completa aqui no TecMundo Games para breve.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.