Testamos DotA 2 Reborn, a novíssima plataforma para o MOBA da Valve

Testamos DotA 2 Reborn, a novíssima plataforma para o MOBA da Valve

Último Vídeo

A Valve anunciou, há poucos dias, uma nova e grandiosa atualização para DotA 2, chamado DotA 2 Reborn. Ao contrário do que o nome sugere, a novidade não redefine o conceituado MOBA. As mecânicas e a jogabilidade do famoso game competitivo continuam intactos, mas a grande diferença é uma plataforma com novas e divertidas ferramentas para os jogadores experimentarem tanto nos meios casuais quanto profissionais.

Aproveitando que o próprio estúdio disponibilizou a fase Beta para todos os jogadores, o BJ separou um tempo para testar cada uma dessas novidades. Vamos detalhar logo a seguir sobre os novos modos customizados, as ferramentas para acompanhar partidas profissionais e a nova interface para o DotA 2, todas planejadas para melhorar ainda mais a experiência dos jogadores de MOBA.

Custom Games criativos

Você se lembra dos divertidos mods de Warcraft 3 criados pela comunidade? Isso mesmo, os famosos Tower Defenses, X Hero Sieges, Custom Heroes e as versões alternativas de anime do próprio DotA? Pois é, com Reborn eles estão de volta. Só que, dessa vez, a plataforma das divertidas modificações é o próprio DotA 2.

A Valve liberou a engine Source 2 para que a comunidade criasse seus próprios modos de jogo. Além disso, ela permitiu agora que os demais jogadores tivessem um meio fácil para acessar, baixar e entrar em partidas criadas por outros jogadores.

Isso significa que os jogadores não estão mais presos na eterna batalha entre Radiant e Dire. Jogamos, por exemplo, uma rápida partida de Skillshot Wars, que nada mais é que uma versão expandida de Pudge Wars com as flechas da Mirana, Sunstrikes do Invoker e até mesmo o ultimate do Clockwerk. Simples e divertido para descontrair com os amigos, diga-se de passagem.

Mas não só de briga entre times vive esses modos. Testamos também o Survival Co-op, um modo cooperativo entre cinco jogadores para sobreviver a várias ondas de inimigos que vinham pelos cantos do mapa.

O ponto negativo, no entanto, é que as partidas são criadas por meio de um "host" entre os jogadores, o que pode se tornar um verdadeiro problema se o criador não tiver uma internet muito boa. Essa fórmula, clássica de plataformas como o Garena, podem não trazer muitas lembranças boas aos jogadores antigos do gênero...

Apesar de alguns modos estarem cheio de bugs, vale lembrar que esta ainda é a fase Beta de uma plataforma que está sendo recheada com as criações da comunidade. Apesar disso, eles estão extremamente divertidos e ampliam ainda mais a experiência daqueles jogadores que estão cansados das mesmas brigas de um MOBA.

Estatísticas e replays

Uma das partes mais interessantes em DotA 2 é o grande suporte aos torneios e competições, tornando o jogo a verdadeira plataforma central para os organizadores de evento, analistas e jogadores profissionais. A premissa em Reborn, durante o anúncio, ainda preza por essa dedicação ao eSport, mas ainda pouco foi mostrado durante a fase Beta.

A expansão no DotaTV ainda não foi possível de ser visualizado. A ferramenta principal para observar replays e partidas ao vivo receberá gráficos detalhados e estatísticas simultâneas para o jogo em andamento, mas a fase Beta ainda não mostrou nada disso ainda.

No entanto, o fator estatístico estará muito mais presente nessa nova atualização. Já observamos, na página do perfil dos jogadores, alguns gráficos que salientam qual é o estilo de jogo do jogador baseado em suas características. Habilidades de “farm”, suporte, briga em equipe e versatilidade são visualizados ao lado de outros dados, fazendo uma prévia do que podemos encontrar em breve no game.

Interface renovada

A interface, no geral, recebeu uma “limpeza”, tirando vários elementos desnecessários logo de cara. O próprio jogo organiza vários dos menus que anteriormente preenchiam a tela e a deixavam poluída.

Agora é possível, por exemplo, procurar uma partida a partir de menus verticais já quando você entra no jogo. Ou, se você mesmo preferir, criar sua própria sala de uma maneira mais dinâmica.

O inventário, anteriormente lotado de itens, agora está muito mais organizado e filtra todos os seus itens disponíveis por herói. Os acessórios globais, como as “wards” e os efeitos especiais do mapa, estão disponíveis em outros menus.

A página de perfil foi remodelada também. Agora ela filtra os heróis mais usados por você e organiza-os com estatísticas mais completas, como a porcentagem de vitórias, a média de ouro por minutos e outros dados específicos das suas partidas com os personagens. É possível também comparar as suas estatísticas e comparar ela com a dos seus amigos, por exemplo.

Tudo isso sem falar em pequenas novidades, como uma linha do tempo para você postar atualizações, divisão de tutoriais em níveis de dificuldade e acompanhamento das partidas ao vivo por um mapa interativo.

No geral, DotA 2 Reborn deixa o jogo mais limpo e organizado, além de fornecer novas e expansivas ferramentas para os fãs se divertirem. Há muitas coisas sendo desenvolvidas para ele e nem todas as opções estão disponíveis desde já; mas é possível dizer que, quando completo, DotA 2 estará mais completo do que nunca para os fãs do MOBA saborearem.

Se você estiver com interesse em baixar o DotA 2 Reborn, basta fazer o download dele por meio do próprio jogo na aba “jogar”. São cerca de 7 GB de download e que podem demorar um pouco até que você consiga baixá-los. Assim que finalizado, você deverá fechar o seu DotA 2 e iniciar de volta, assim a opção "Reborn" aparecerá assim que você inicializar o game. E boa diversão!

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.