Voxel

Testamos todo o poder do PS Vita na IFA 2011!

Último Vídeo

O estande da Sony na IFA 2011 já chama a atenção pela organização e iluminação charmosas, mas ao entrar nesse local a experiência torna-se ainda melhor. Além dos televisores e celulares, uma bancada com vários PlayStation Vita está lá, à disposição para quem quiser jogar. Claro, não ficamos de fora dessa, nem que fossem por apenas 5 minutinhos de diversão.

Primeiras impressões

O aparelho é absurdamente leve e fácil de ser carregado. Mas para quem possui mãos pequenas (como o meu caso — Andressa Xavier), jogar usando os controles e ainda o touchpad ao mesmo tempo não fica, diria, nada ergonômico. Mas nada que algumas horas de jogatina para pegar bem a prática não resolvessem. 

E o touchpad traseiro do PS Vita veio para inovar no modo de diversão. Um dos jogos disponíveis para testes aqui na IFA 2011 é Little Deviants. Ao encostar o dedo no touchpad, uma elevação se forma na tela. É como se você estivesse empurrando com seus dedos em um plástico, por exemplo. Na realidade, a sensação é exatamente essa. 

No game, ao realizar esse movimento no painel traseiro do PS Vita, objetos soltos pelo cenário deslizam, graças ao resultado final dessa inclinação. Apesar do visual de joguinho infantil, é fácil ficar com vontade de permanecer lá, jogando o dia inteiro! O título chama atenção e consegue mostrar tudo de bom que o touchpad tem a oferecer. Agora, resta aguardar por novos títulos.

O acelerômetro funciona muito bem: inclinando delicadamente o aparelho, os movimentos são acompanhados com precisão. A tela OLED sensível ao toque responde bem aos comandos. Entretanto, dependendo da função na tela e do jogo, você precisa fazer um pouco mais de força para que seu toque seja reconhecido. Isso aconteceu em um dos menus do jogo Frobisher Says!, no qual existia um aviso imenso escrito “Tap Here”, mas na verdade o toque tinha que ser feito numa área especifica desse aviso. Isso não chega a ser um problema com o touchscreen, mas sim com o jogo.

A câmera frontal vai transformar muitos gamers em estrelas dos jogos – ela pode digitalizar o seu rosto e faz com que você “entre” nos games. A câmera traseira é mais indicada para experiências de realidade aumentada.

Os controles analógicos duplos facilitam a vida, principalmente, de quem gosta de games de tiro. De um lado, você pode controlar os movimentos do personagem, do outro, as armas e sua mira. E engana-se quem acha que a tela de 5 polegadas é pequena: ela está no tamanho ideal para diversão.

Via Tecmundo / Escrito por Andressa Xavier

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.