Team One

Teste para cardíaco: Team One vence desempate e permanece no Mundial de LoL

Último Vídeo

Se teve algo que os torcedores brasileiros descobriram é que a Team One é o time do impossível. Recém-promovida do Circuito Desafiante, poucos acreditavam que eles se sairiam bem na primeira vez que participavam do CBLoL. Classificada em terceiro lugar, muitos desconfiavam se eles seriam capazes de vencer a RED Canids e se classificar para a final. Também duvidaram que eles levantariam a taça do Campeonato Brasileiro de LoL. E sim, eles provaram para todos que eram capazes.

Após três derrotas seguidas e significativas no Mundial de LoL, a Team One precisava torcer para a Cloud 9 vencer da Dire Wolves e, ainda assim, teria um difícil desafio: ganhar da DW no penúltimo jogo do dia e ainda disputar um desempate. O que era improvável aconteceu. Os brasileiros conseguiram reencontrar seu estilo de jogo e dominaram a representante da Oceania duas vezes no mesmo dia. Com as vitórias, a Team One permanece viva no torneio e segue para uma série melhor de 5 em busca da classificação para a Fase de Grupos do Mundial de League of Legends. Saiba como foram os jogos:

Team One x Cloud 9

Team One

Se tem uma coisa que a gente não pode negar é que a Team One é um time com personalidade. Depois de duas derrotas com “D” maiúsculo, era esperado que eles viessem para o segundo dia para jogar de forma mais defensiva. Mas se fosse assim, não seriam os Golden Boys. Eles abriram o dia com uma composição agressiva, muito boa para pressionar as rotas laterais nos primeiros minutos de jogo, enquanto a Cloud 9 escolheu uma composição mais tradicional, que escalava muito bem com o passar do tempo.

Se no CBLoL uma das maiores características da Team One foi sempre jogar de acordo com suas condições de vitória, essa qualidade virou um defeito no Mundial. Em vez de jogar para as rotas laterais e sair com vantagem no começo do jogo, eles tentaram lutar 2x2 no mid e deu tudo errado. Em cinco minutos, a Cloud 9 abateu duas vezes o mid laner e o jungler brasileiros.

Depois de sair na frente, o jogo ficou ainda mais fácil para os norte-americanos quando eles decidiram transferir a vantagem para a rota superior. Em apenas 6 minutos, o placar já estava 6/0 para a C9 e os brasileiros viram as esperanças de vitória indo embora em pouquíssimos minutos.

A Team One se viu acuada. Sem dano, precisava se defender de qualquer jeito e esperar por um milagre. Enquanto isso, a Cloud 9 avançava aos poucos e aumentava as vantagens em todos os sentidos: ouro, visão, torres e dragões. Com a vantagem de mais de 16 mil de ouro, os norte-americanos só precisaram de 23 minutos para conquistar a vitória mais rápida do mundial, em um jogo quase perfeito.

Team One x Dire Wolves

Era o jogo que valia tudo para a Team One. A vitória era a única forma de permanecer viva no campeonato. Qualquer coisa diferente seria a despedida da equipe com a pior performance de um time brasileiro no Mundial de LoL.

Sem dúvidas esse foi um teste para cardíaco. Mesmo escolhendo uma composição segura e que crescia bem com o decorrer do jogo, a partida começou péssima para os brasileiros e a Dire Wolves abriu 2/1 em apenas 3 minutos. Porém, dessa vez a Team One conseguiu colocar a cabeça no lugar e segurar o jogo.

A partir dos 10 minutos, a composição de luta com iniciação da One começou a fazer efeito. Eles começavam confrontos, conquistavam abates nos adversários e objetivos de dragões e torres, porém o split push de Chippys (Fiora) prejudicava o avanço brasileiro. Aos 31 minutos, depois de uma iniciação da Dire Wolves, parecia que o jogo ia desmoronar para os brasileiros. Porém, com belas decisões, os Golden Boys derrubaram a última torre e o inibidor do top, reiniciaram uma luta, garantiram abates e o Barão.

Era a hora da Team One. Absolut conseguia dizimar os adversários com sua Tristana. Aos 37 minutos, o ad carry brasileiro garantiu um triple kill, e a One conquistou a primeira vitória no campeonato e a chance de disputar o desempate contra os adversários.

Team One x Dire Wolves – Desempate

Já passava das 7h30 da manhã no Brasil quando começou a partida decisiva para a Team One e para a Dire Wolves. Novamente, os brasileiros preferiram escolher uma composição que já estavam acostumados. Deu certo. Pela primeira vez, eles começaram o jogo na frente após conquistar o primeiro abate em um gank na bot lane.

A estratégia da One era clara: Marf, que estava de Aurelion Sol, tinha a mobilidade necessária para rotacionar para as rotas laterais e conquistar vantagens. Dito e feito. As rotações da Team One aumentavam a vantagem de abates e torres da equipe. Mesmo quando a Dire Wolves forçava alguma jogada, os brasileiros estavam preparados para responder e se sair melhor sempre.

Quando a representante da Oceania forçou um Barão, aos 28 minutos, eles não esperavam que Vvert (Camille) estaria na base deles derrubando a última torre e o inibidor da bot lane. Era tarde demais para a matilha. A Team One virou a luta, garantiu um 4/2 e soltou o grito, pois o sonho de se classificar para a Fase de Grupos ainda estava viva.

Próxima etapa

Com a vitória, a Team One se classificou como 2º colocado do grupo B e disputará a classificação para a Fase de Grupos do Mundial de LoL em uma série melhor de 5 partidas contra o 1º lugar dos grupos A, C ou D. O próximo dia de campeonato ocorrerá na madrugada desta segunda-feira (25), a partir das 2h.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.