The Crew 2 dá uma nova cara às corridas da Ubisoft

The Crew 2 dá uma nova cara às corridas da Ubisoft

Último Vídeo

Enquanto o primeiro The Crew ofereceu aos jogadores a opotunidade de dirigir por uma versâo mais compacta dos Estados Unidos, a sequência expande esses conceitos e muda um pouco a fórmula. Em vez de ser um jogo somente sobre carros, The Crew 2 é um game sobre usar veículos poderosos para competir em diversos tipos de terreno e situação.

As principais novidades surgem na forma de aviões e barcos, cada um deles apresentando desafio específicos e um sistema de jogabilidade próprio. O jogador pode alternar de veículo a qualquer momento, o que resulta em uma exploração ainda mais livre de seu gigantesco - e lindo - mundo aberto.

Com o título, a Ubisoft segue a tradição de fazer sequências que entendem e preservam o que havia de bom no material original, ao mesmo tempo em que adicionam elementos que corrigem problemas e levam a experiência a um novo nível. Em um ano repleto de jogos de corrida, The Crew 2 pode ter o que é preciso para se destacar em relação aos concorrentes.

Ar, mar e terra

Vou ser direto: The Crew 2 não é um game para quem gosta de corridas estilo simulação. Apostando em uma jogabilidade mais arcade, o jogo é bastante acessível e consegue cumprir muito bem a tarefa de tornar os controles responsivos independente da modalidade escolhida.

Na demonstração que a Ubisoft trouxe, foi possível explorar um pouco do mundo aberto do game, trocando de veículos de forma dinâmica. Com um único pressionar do botâo R3 (do analógico direito), era possível escolher se eu queria jogar com um carro, um avião ou um barco selecionados anteriormente.

Enquanto andar livremente era divertido, a principal parte de The Crew 2 são suas missões, que podem ser feitas tanto sozinhos quanto com outros jogadores. Tal qual o título anterior, basta apertar dois botões para entrar em um grupo e ser transportado para corridas que acontecem nos mais diferentes cenários.

Ao fim de cada partida, você ganha pontos de reputação que abrem novas missões, veículos e opções de customização - algo que já é um padrão no gênero. Infelizmente, não tive a oportunidade de conferir como está ficando a história do título, mas já deu para perceber que ele toca em temas como amizade e companheirismo.

Uma grande evolução visual

Raramente dedico algum momento de meus textos para falar sobre gráficos, mas chama muita a atenção a maneira como The Crew 2 evoluiu visualmente. Para mim, o primeiro game nem sempre conseguia transmitir a sensação de que estávamos cruzando os Estados Unidos - tanto pela falta de detalhes, quanto pelo fato de que muitas localizações surgiam de forma reduzida demais, lembrando atrações de um parque de diversão.

A sequência não possui qualquer um desses problemas: a quantidade de detalhes nos veículos e cenários é absurda, bem como a escala dos cenários. Somente a cidade de Nova York tem conteúdos e áreas mais do que suficientes para você se perder por lá durante algumas horas.

Da mesma forma, a região de pântanos na qual corri era igualmente surpreendente, com direito a alces que cruzavam o caminho de meu barco. Detalhes como partículas voando e reflexões na água ajudaram a enriquecer a experiência, fazendo com que eu sentisse que realmente estava naquele ambiente.

Algo diferente

Apostando em uma grande variedade de veículos, The Crew 2 parece ter que é preciso para agradar aos fãs do primeiro game e expandir sua base de jogadores em escala global. O foco ainda são os veículos e cenários tipicamente americanos, mas isso não deve importar muito quando levamos em consideração o elemento principal do jogo: a diversão.

The Crew 2 parece ter que é preciso para agradar aos fãs do primeiro game e expandir sua base de jogadores

Ao misturar carros, aviões e barcos em um único pacote, a Ubisoft se distancia da concorrência e consegue criar uma experiência única. Embora seja cedo para decretar o sucesso do game nas lojas, o que foi apresentado pela companhia nos deixa bastante ansiosos para jogar a experiência completa.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.