The International 2017: saiba como foi o 1º dia dos playoffs

The International 2017: saiba como foi o 1º dia dos playoffs

Último Vídeo

Após 144 jogos da Fase de Grupos, o Evento Principal do Internacional de Dota 2 finalmente começou. Na última segunda-feira (7), 12 times se enfrentaram em busca da permanência do campeonato. Na chave superior, Invictus Gaming e Newbee venceram seus duelos e passaram para as semifinais; enquanto isso, na chave inferior, Team Secret, Team Empire, OG e Digital Chaos respiraram no campeonato. Saiba como foram os jogos:

Team Liquid vs. Invictus Gaming

A iG surpreendeu a Liquid já no começo. Ao pegar Alchemist de última escolha, os chineses conseguiram criar vantagens logo no início da partida. Outro herói importante para a Invictus Gaming foi o Balanar, que foi essencial para a conquista de mapa da equipe. Enquanto isso, a Liquid não conseguia vencer em nenhuma das rotas. Na frente, os chineses só precisaram de 23 minutos para derrubar a rax de uma das rotas e, 10 minutos depois, eles fecharam o jogo.

O segundo jogo da série parecia que seria um atropelo ainda maior do que o anterior. A iG novamente saiu na frente na fase de rotas, e Miracle (Monkey King) ficava cada vez mais para trás no farm. Quando os chineses finalmente decidiram acelerar o jogo, a Liquid foi inteligente, priorizou o crescimento de GH (Keeper of the Light) e conseguiu se segurar na partida. O sustain do KotL foi essencial para que os europeus conseguissem pressionar os chineses e controlar melhor o mapa. Mesmo saindo em desvantagem, a Liquid teve boas lutas e empatou a série.

Dessa vez, a iG escolheu uma composição muito agressiva, principalmente no mid game. Devido à falta de zoneamento da Liquid, Xxs (Earthshaker) farmou a Blink Dagger em apenas 11 minutos. Com uma composição muito mais móvel, os chineses conseguiam pressionar todas as rotas e criaram espaço para o Sven crescer ainda mais no farm. Com um time mais passivo, a condição de vitória da Liquid era farmar mais que os adversários, o que não aconteceu. Depois de uma luta desastrosa para os europeus, aos 28 minutos, a Liquid só pôde ver os inimigos aumentando a vantagem e vencendo o jogo 11 minutos depois.

Evil Geniuses vs. Newbee

A primeira partida da série começou disputada. Se por um lado a Evil Geniuses teve um bom começo de jogo por causa da presença global de Furion, a Newbee conseguiu uma fase de rotas boa e segura. No mid game, a EG começou a focar os objetivos de mapa, mas os adversários se seguravam ao conseguir pickoffs e teamfights mais favoráveis. Quando a EG se dividiu, os chineses perceberam que era a hora de iniciar uma luta e, ao abaterem três adversários fora de posição, a rota do meio ficou exposta e eles aumentaram ainda mais a vantagem. A partir daí, foi um atropelo. A Newbee não parou mais e conquistou a primeira vitória.

Se a primeira partida foi relativamente rápida, a segunda passou longe disso. Os chineses escolheram uma composição para ser agressiva no meio do jogo. Mas os norte-americanos conseguiam boas lutas em equipe. Até que, com uma jogada milagrosa de Kaka, a Newbee abateu todos os adversários e fechou a série aos 52 minutos.

Team Secret vs. Execration

Desde o começo da fase de rotas, a Team Secret saiu na frente e conseguiu transicionar para o mid game, conquistando objetivos e deixando a Execration cada vez mais recuada. Os europeus só precisaram de quatro abates, aos 18 minutos de jogo, para criar uma bola de neve que não dava mais para ser parada. Com 33 minutos, a Execration viu todos os seus jogadores morrendo e, com eles, a chance de continuar no Internacional de Dota 2.

Team Empire vs. Cloud 9

A Empire escolheu uma composição agressiva, que conseguia iniciar boas lutas, principalmente no meio do jogo. Enquanto isso, os norte-americanos pegaram um time que escalava de forma lenta, mas com um split push do Dragon Knight. Logo no começo do jogo, a Empire venceu as rotas e, assim, negou o controle de mapa dos adversários. Sem visão, a Cloud 9 cometia erros e era punida por isso, porém o split push dava certo e segurava a equipe na partida. Com uma composição boa para as lutas em equipe, a Empire começou a forçar cada vez mais a base adversária, conseguiu abater todos os adversários duas vezes e saiu com a vitória depois de 1h02 de partida.

OG vs. Infamous

Era a hora de a única representante da América Latina mostrar serviço. O problema foi que eles pegaram logo uma das favoritas ao título do campeonato. Os atuais campeões do Major de Kiev dominaram toda a fase de rotas e não pararam de aumentar a vantagem. Nos primeiros 20 minutos, apenas os suportes da OG tinham morrido, pois a Infamous não tinha dano para iniciar bem uma luta em equipe. Os latinos até conseguiram alguns abates que seguraram o jogo, mas a OG foi muito superior e venceu a partida em apenas 33 minutos.

IG.V vs. Digital Chaos

A DC saiu da fase de rotas com Bulba (Spirit Breaker) muito forte. Mesmo com algumas iniciações bem-sucedidas da IG.V, os norte-americanos não abriram muitas brechas e só morreram 8 vezes ao longo da partida. A Digital Chaos fechou o jogo aos 33 minutos, com 21 mil de ouro na frente e o placar de 24/8.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.