Voxel

The Witcher 3 é 35 vezes maior que o antecessor e pode não ter multiplayer

Último Vídeo

Img_normal
A Game Developers Conference 2013 foi o local onde a CD Projekt Red liberou uma série de informações sobre The Witcher 3: Wild Hunt. Entre documentos entregues para a imprensa e entrevistas com a mídia especializada, duas novidades que podem soar muito relevantes aos fãs foram reveladas.

A primeira, que deve agradar a todo mundo, é que o mundo do game deve ser cerca de 35 vezes maior que o encontrado no antecessor. Tudo isso com liberdade total para o jogador escolher o rumo a seguir e um ecossistema dinâmico, no qual suas decisões influenciam fatores políticos, econômicos e pessoais.

A segunda, que pode ser uma má notícia, é que o modo multiplayer pode acabar ficando de fora. De acordo com o gerente da desenvolvedora, Adam Badowski, a ideia da CD Projekt Red é sempre entregar o melhor produto possível e, nesse ensejo, a jogabilidade conectada pode ficar de fora caso não faça sentido. Mas, segundo ele, oportunidades para isso estão sendo “investigadas”.

O fim dos quicktime events também foi anunciado pela produtora. A função, muito frequente nos games atuais e criticada por tirar o controle das mãos do jogador, será totalmente deixada de fora de The Witcher 3. Novos movimentos de esquiva e combate entram em seu lugar, permitindo uma jogabilidade mais intuitiva.

Só na próxima geração

Img_normal
O presidente da CD Projekt Red, Marcin Iwinski, falou também sobre a decisão de lançar o game apenas na nova geração de plataformas. Segundo ele, tal atitude tem a ver também com a vontade de liberar o melhor game possível e a visão imaginada pela empresa só pode ser plenamente realizada nos novos consoles.

Na opinião do executivo, nenhuma empresa é capaz de fazer um game cross-gen – ou seja, para a atual e próxima gerações – sem comprometer o resultado final. O resultado é sempre um de dois: ou o game não é bom o bastante para os novos consoles, ou a versão “reduzida” para a era atual acaba sendo mal trabalhada.

Iwinski voltou a falar sobre o mundo de The Witcher 3, que é maior que o visto em The Elder Scrolls V: Skyrim, e sobre a vontade de entregar uma experiência de ponta logo no início do novo ciclo de plataformas.

Fontes: GameSpot, Kotaku, Polygon

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.