Voxel

THQ esclarece comentários de desenvolvedor de Metro sobre o Wii U

Último Vídeo

Img_normal
Quando perguntado sobre a versão Wii U de Metro: Last Light, o diretor técnico da desenvolvedora 4A Games, Oles Shishkovtsov, foi taxativo: “O console tem uma CPU lenta e horrível”. Agora, a THQ, que controla a produtora, veio a público na figura de seu representante, Huw Beynon, para esclarecer as coisas.

De acordo com o relações públicas da companhia, o novo título da série de horror exige muito processamento da máquina em que está rodando, um aspecto no qual o Wii U não se equipara aos consoles da atual geração. Beynon criticou a imprensa, afirmando que a corrida por notícias sobre o novo aparelho da Nintendo atrai a atenção do público e, por isso, a mídia busca apresentar os fatos de forma a atrair leitores.

O representante da THQ também afirmou que a 4A Games, se quisesse, poderia trabalhar ao redor dos problemas do processador do Wii U, assim como outras empresas estão trabalhando para poderem fazer uso das funcionalidades do console. Segundo ele, a companhia poderia fazer Metro: Last Light rodar até mesmo no iPad, caso os desenvolvedores estivessem dispostos a trabalhar com as limitações da plataforma.

Beynon termina afirmando que uma versão do Wii U não está descartada, mas sim cancelada por enquanto. A empresa se foca na criação do game para PC, sua plataforma principal, e nas versões Xbox 360 e PlayStation 3 do título, que chegará às lojas em 2013.

Fonte: Eurogamer

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.