Time responsável por Final Fantasy VII Remake está recrutando novos membros

Time responsável por Final Fantasy VII Remake está recrutando novos membros

Último Vídeo

Na última quarta-feira (24), alguns nomes bastante conhecidos da Square Enix publicaram mensagens no site oficial recrutando pessoas interessadas em ajudar no desenvolvimento de Final Fantasy VII Remake. O game está sob a responsabilidade da Business Division 1 da empresa, que já produziu Mobius Final Fantasy.

precisamos recrutar urgentemente quantos funcionários for possível

Segundo o produtor Yoshinori Kitase, o objetivo do remake é “ultrapassar o original em termos de qualidade ao aumentar o número de funcionários para fortalecer o desenvolvimento central”. Ele afirma que somente agora o título realmente vai entrar em produção total, contando com a participação de alguns profissionais que também trabalharam no original.

Já o diretor Tetsuya Nomura afirma que Final Fantasy VII é algo especial e que é preciso adaptá-lo às tecnologias modernos devido aos 20 anos que se passaram desde seu lançamento — o que significa que muitos não tiveram a oportunidade de jogá-lo. “Para fortalecer o desenvolvimento desse título, precisamos recrutar urgentemente quantos funcionários for possível”, afirmou.

Projeto ambicioso

Por fim, Naoki Hamaguchi, líder do time de desenvolvimento, afirma que sua equipe “tem tudo que um criador precisa” para criar uma experiência visual e de jogabilidade compatível com os padrões modernos. “Eu prometo que agora é o melhor tempo para criadores mostrarem sua experiência e habilidades, nesse jogo com altas expectativas ao redor do mundo”, declarou.

As mensagens, publicadas em japonês, claramente tem como objetivo convencer desenvolvedores a tentar uma vaga para participar do projeto da Square Enix. Elas também deixam claro que dificilmente veremos a primeira parte do remake sendo lançada em 2017, então é bom segurar suas expectativas em relação à reimaginação deste RPG clássico.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.