Tiro no pé: Acesso Antecipado de H1Z1 no Steam não saiu como o planejado

Tiro no pé: Acesso Antecipado de H1Z1 no Steam não saiu como o planejado

Último Vídeo

No finalzinho do ano passado, a Sony Online Entertainment anunciou que seu novo survival MMO, o game H1Z1, seria disponibilizado no Acesso Antecipado do Steam no dia 15 de janeiro, última quinta-feira.

Isso realmente aconteceu e inúmeros jogadores atacaram vorazes suas contas no serviço da Valve para matar alguns zumbis. Contudo, o lançamento parece não ter saído como o planejado pela SOE. O jogo apresentou uma série de problemas e acabou deixando muitos gamers frustrados e revoltados.

Ação de marketing: fail

A lambança do H1Z1 começou quando ele ainda nem estava “no ar”. Como forma de promover o título, a produtora convidou vários streamers famosos do Twitch TV para que as jogatinas fossem transmitidas ao vivo e simultaneamente. Contudo, os servidores não se comportaram como o esperado, “caindo” e consequentemente impossibilitando o acesso dos jogadores.

O ocorrido foi seguido por uma falha de login, culminando em mais de 10 horas de espera e, obviamente, na desistência da maioria dos convidados em transmitirem o gameplay. No final, poucos streamers realizarão a transmissão de suas jogatinas — um deles foi representante do canal NGTZombies, como você pode conferir abaixo.

Bugs e sensação de “Pay to Win”

Os problemas iniciais foram sanados. Os jogadores conseguiram acessar o jogo, mas, de acordo com relatos em diversos fóruns na internet, as instabilidades dos servidores perduraram por várias horas, com quedas constantes de diversos gamers. Para piorar, quando o game se mantinha online, os jogadores se deparavam com bugs constantes, incluindo quedas perceptíveis de framerate (taxa de quadros por segundo) e falhas de comunicação pelo chat.

Calma que não acaba aí. O que realmente deixou os gamers furiosos foi o fato de H1Z1 apresentar indícios de que é um jogo “Pay to Win”, ou “Pagar para Ganhar” — algo que John Smedley, presidente da Sony Online Entertainment, afirmou categoricamente no ano passado que não aconteceria neste título.

Na época, o chefão da SOE disse que as microntransações do game não envolveriam itens básicos de sobrevivência, como armas, munições, pacotes de alimento ou de água. Porém, na loja dentro do jogo eram facilmente encontrados esses tipos de itens para serem adquiridos mediante pagamentos com dinheiro real.

Amenizando o estrago feito

Obviamente, não demorou muito para que a produtora se pronunciasse informando que já estava trabalhando nas correções dos problemas relatados e que em breve disponibilizaria atualizações que os eliminariam. Em relação às microtransações, a empresa se prontificou a restituir os jogadores que se sentiram enganados ou lesados.

"Se você entendeu os airdrops como um problema, você pode imediatamente solicitar um reembolso para bwilcox@soe.sony.com", comentou Smedley na página do Reddit voltada para o H1Z1. "Esta oferta é válida até segunda-feira e só se aplica a pessoas que tenham adquirido o jogo a partir de 10h30 do dia 16 de janeiro de 2015", complementou ele.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.