Voxel
06
Compartilhamentos

Tragédia da PSN: volta parcial do serviço nesta semana e possíveis fraudes

Último Vídeo


No dia 20 de abril de 2011, os usuários do PlayStation 3 tiveram uma surpresa nada agradável ao tentar entrar na PlayStation Network, o famoso serviço online dos consoles da Sony. E o que parecia ser apenas mais algum imprevisto ou uma simples manutenção acabou se tornando um dos maiores problemas da história da família PlayStation. A PSN havia sido invadida por hackers.

Mais de sete dias se passaram e, até o momento, não tínhamos nem sinal de uma possível volta do serviço. Mesmo assim, conforme as informações surgiam, o TecMundo Games deixava seus usuários por dentro, trazendo notícias sobre cada novidade relacionada ao serviço.

Ontem, a Sony resolveu preparar uma conferência especial para esclarecer alguns pontos sobre a trágica situação atual da PlayStation Network. Para a felicidade de muitos, a dona do PlayStation 3 está trabalhando duro para o retorno da PSN e prometeu uma volta de algumas das funções do serviço para esta semana. Mas, infelizmente, também temos algumas notícias nada agradáveis. Confira.

Quase lá Aos poucos, a PSN volta a ativa

Kaz Hirai, chefe da Sony Computer Entertainment Inc., trouxe algumas informações e esclarecimentos importantes sobre o serviço durante uma conferência realizada em Tóquio, no Japão.

Primeiramente, as notícias boas. Hirai confirmou que a maioria dos serviços da PSN voltará a ativa ainda nesta semana. De quebra, o chefe da divisão de entretenimento da Sony também afirmou que todos os usuários serão bem recebidos com conteúdo gratuito quando a rede estiver online novamente.

Img_normal

O conteúdo em questão chama-se Welcome Back Pack, uma espécie de pacote elaborado especialmente para compensar os 78 milhões de usuários registrados que ficaram sem acesso ao serviço.

O Welcome Back Pack dará, novamente, as boas vindas aos usuários com diversos itens interessantes, como 30 dias gratuitos de PlayStation Plus a todos os membros. Além disso, a Sony confirmou que o pacote também terá alguma espécie de conteúdo gratuito, provavelmente algum jogo da própria PSN. Quem já é assinante da PS+ terá mais um mês de serviço creditado gratuitamente em sua conta.

O dia exato do retorno parcial da PSN ainda não foi confirmado, mas já existem alguns detalhes em relação aos serviços que estarão disponíveis ainda nesta semana. Confira a lista abaixo:

  • Possibilidade de jogar games que exijam verificação online e jogos baixados da PSN
  • Restauração de jogatinas online no PlayStation 3 e PlayStation Portable
  • Acesso ao Music Unlimited powered by Qriocity no PS3 e PSP para assinantes existentes
  • Acesso à administração de contas e redefinição de senha
  • Acesso a download de filmes alugados no PS3, PSP e MediaGo
  • PlayStation Home no ar
  • Lista de amigos no ar
  • Funcionalidade de chat habilitada

Quem está esperando pelo retorno definitivo da PSN certamente vai se decepcionar. Infelizmente, Hirai comentou que a rede só deve ter todos seus recursos restaurados no início do mês de junho. Ou seja, mais 30 dias sem alguns dos serviços da rede que sustenta o PlayStation 3 e o PSP na internet.

Todo cuidado é pouco Cartões de crédito e hackers

O que mais assustou os usuários durante a invasão foi a possível exposição dos números de cartões de crédito. De acordo com a própria Sony, mais de 10 milhões de usuários tinham seus cartões vinculados à suas contas. Contudo, mesmo que a companhia admita que dados pessoais de seus usuários tenham vazado, não existem quaisquer comprovações relacionadas à exposição dos cartões de crédito.

Fonte da imagem: Engadget
De qualquer maneira, a Sony alertou seus usuários, sugerindo que os gamers ficassem atentos às transações de seus cartões. A companhia já enviou listas e mais listas de usuários com cartões de crédito cadastrados no serviço para bancos e ao próprio FBI, que trabalha em conjunto com a dona do PlayStation.

A Sony diz estar considerando reembolsar os usuários que forem afetados financeiramente pelos ataques que derrubaram a PlayStation Network. Todos os assinantes já receberam notificações por email indicando o que fazer caso transações atípicas na fatura de seu cartão sejam identificadas.

Preparados para o futuro

Para prevenir que futuros ataques ocorram, a Sony está tomando diversas medidas de segurança, conforme comentou o próprio Hirai durante a conferência.

Primeiramente, a companhia mudará seus servidores de local, retirando a central de dados de San Diego, nos Estados Unidos, e movendo-a para uma nova localização com “segurança avançada”. Essa mudança trará um sistema de detecção de invasões aprimorado, um monitor automático de software e níveis avançados de criptografia de dados.

Como se não bastasse, a Sony está criando um novo cargo para cuidar especialmente da segurança da PSN e adicionando novos firewalls ao serviço.

Img_normal

Uma nova esperança

Felizmente, a Sony está realmente trabalhando com seriedade para resolver uma das piores tragédias da história do PlayStation 3. O ato de compensação aos usuários demonstra como a companhia respeita seus consumidores, que, certamente, entendem a dimensão do problema.

Depois da conferência, as ações da companhia subiram 2%, mostrando que os investidores também acreditam na boa fé e na competência da gigante do entretenimento eletrônico. Resta torcer para que a PSN volte logo para o ar e que ninguém seja prejudicado.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.