Quem está por trás da proibição da venda do Switch no Mercado Livre?

Quem está por trás da proibição da venda do Switch no Mercado Livre?

Último Vídeo

Nesta semana, uma notícia desagradou bastante os fãs da Nintendo: os anúncios relacionados ao Nintendo Switch foram removidos do Mercado Livre, limitando as opções de compras dos seguidores da Big N, já que o console não é vendido oficialmente. Mas quem está por trás disso? E por qual motivo?

Nós entramos em contato com o Mercado Livre para averiguar o porquê disso estar acontecendo. Em comunicado oficial, o Mercado Livre disse: “A venda do Nintendo Switch por terceiros é proibida pela legislação brasileira, uma vez que o produto ainda não foi lançado no mercado nacional pela Nintendo ou distribuidor autorizado e também não possui os registros pelas agências reguladoras competentes. Desse modo, e conforme previsto em nossos termos e condições, o produto ainda não pode ser comercializado no site”.

Mas afinal, se esse é o problema, como que produtos chineses, notebooks não comercializados por aqui ou até mesmo consoles que não chegaram ao Brasil, como o PlayStation 4 Pro e o Xbox One S, continuam a serem vendidos na plataforma? Por conta disso, entramos em contato com o Mercado Livre novamente para esclarecer.

Difícil dizer, mas podemos especular

Em nova resposta oficial, o Mercado Livre nos disse o seguinte:

“O Mercado Livre esclarece que os Termos e Condições são válidos e aplicados a todos os usuários do site. Todos os anúncios possuem um botão de Denúncia no canto superior direito da página (“Faça uma denúncia”) que pode ser acionado por qualquer pessoa que entenda que o anúncio é irregular. Diante de denúncia, o anúncio é analisado e, se confirmado que está em desacordo com os temos e condições, é retirado do ar. Mantemos em confidencialidade a identidade dos autores das denúncias como forma de permitir a livre manifestação sobre o conteúdo do site.”

Em outras palavras, a empresa não pode revelar quem está tirando os anúncios, mas uma coisa é certa: provavelmente é alguém grande, pois usuários não teriam o poder para remover cada anúncio do console e seus derivados. Portanto, o que vamos falar abaixo é uma suposição que está circulando na internet e não corresponde ao posicionamento do Mercado Livre.

Seria a própria Nintendo atrás das denúncias? Seria a NC Games? Seria a NC Games intermediando a Nintendo?

Um dos boatos que circulam pela internet é de que a própria Nintendo pode estar por trás da remoção das vendas do produto; outro rumor é de que a NC Games, empresa que vai distribuir os acessórios e jogos do Switch no Brasil, pode ser a responsável, seja por pressão da Nintendo ou por conta própria (para pavimentar o caminho e facilitar a venda oficial dos itens por aqui).

Imagem de fonte anônima

Mas será que poderia ser a Nintendo, já que a empresa nem está mais por aqui? Não há como dar certeza, mas a Nintendo of America já contestava anúncios desde o ano passado no Mercado Livre (principalmente em consoles e portáteis desbloqueados). De uma forma ou de outra, parece que, por enquanto, apenas o Switch será afetado, pois apenas ele está sendo denunciado. Em outras palavras, Xbox One S, PlayStation 4 Pro e demais produtos seguem como estão.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.