“Tudo se resume a criar uma engine boa ao Xbox One e PS4”, diz MachineGames

“Tudo se resume a criar uma engine boa ao Xbox One e PS4”, diz MachineGames

Último Vídeo

Wolfenstein: The New Order acabou de ser lançado, e parece que a MachineGames está com um discurso afiado na alfinetada discussão sobre resolução e taxa de frames por segundo. De acordo com Andreas Ojerfors, designer sênior de gameplay da desenvolvedora, os dois consoles da nova geração são mais fáceis de trabalhar se comparados aos seus predecessores diretos, o PS3 e o Xbox 360.

“Havia uma diferença muito maior ao fazer um jogo para PS3 e Xbox 360 naquela época do que o que é agora. As novas plataformas são muito, muito mais similares para se trabalhar do que estávamos acostumados. Então, o desafio é menor agora do que era antes”, analisou o designer em entrevista ao site TechRadar.

Os dizeres de Andreas, de certa forma, até fazem sentido do ponto de vista dele, pois vejam bem: Wolfenstein: The New Order roda em 1080p e 60 fps tanto no PS4 quanto no Xbox One. Todos os gráficos, todos os pixels, está tudo ali em ambas as plataformas.

É claro que o designer fez um panorama disso em tom otimista. “Trata-se de criar uma engine que é, desde o princípio, construída para ter escala. Acredito que, desde o começo, quando botamos nossas mãos na id Tech [motor usado no jogo], percebemos que era uma engine construída para fazer escalas muito bem entre diferentes plataformas... E tem sido um esforço contínuo tanto entre os engenheiros aqui da MachineGames quanto a equipe da id Software para que pudéssemos nos certificar de que a engine continue a fazer escalas nas novas plataformas”, explicou.

Wolfenstein: The New Order já está disponível para PlayStation 4, Xbox One, PlayStation 3, Xbox 360 e PC.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.