Voxel

Ubisoft explica mudança na trama de Far Cry 3 [spoilers]

Último Vídeo

Img_normal
AVISO DE SPOILERS!!

A essa altura, se você é uma pessoa decente e em conformidade com suas obrigações morais, já se aventurou pelas ilhas paradisíacas de Far Cry 3. E sabe o destino de Vaas, um dos melhores vilões que apareceram na história recente dos jogos eletrônicos. A Ubisoft falou sobre isso em uma extensa reportagem sobre o desenvolvimento do game, publicada pelo site IGN.

Última chance de fugir desse artigo. De acordo com o escritor de Far Cry 3, Jeffrey Yohalem, a morte de Vaas na metade da aventura foi inspirada pelo livro “Passeio ao Farol”, publicado em 1927 por Virginia Woolf. Na história, a protagonista morre antes do fim das páginas, deixando o leitor perdido e sem rumo.

Para ele, o fato das pessoas terem reclamado da saída de Vaas é a prova de que a Ubisoft conseguiu exatamente o que queria: gerar um vazio e marcar para sempre o vilão na mente de quem continua em Far Cry 3. E, mais do que isso, remover a motivação dele, deixando o protagonista Jason – e também o jogador – perdidos.

O produtor Dan Hay foi além e comparou Vaas a Darth Vader, no sentido em que ambos serão lembrados pelos fãs de suas respectivas obras. Enquanto Vaas desaparece na metade de Far Cry 3, foi a entrada do vilão de Star Wars pelos corredores brancos do início do primeiro filme da saga que entraram para a história.

Fonte: IGN

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.