Voxel

Ubisoft já está produzindo novo motor gráfico para a próxima geração

Último Vídeo


Empolgada com os bons números de 2012, a Ubisoft já começa a pensar no futuro, tanto que pretende desenvolver um novo motor gráfico para seus próximos títulos. O projeto, batizado de Mango, ainda está em fase inicial, mas promete ser muito promissor.

Tudo isso porque os rumores apontam que ele está sendo produzido já visando a nova geração de consoles, tanto que previsão para que o desenvolvimento seja concluído é de 22 meses. Levando em consideração que os boatos apontam a chegada do PlayStation 4 e do Xbox 720 para meados de 2014, é impossível não perceber a coincidência entre as datas.

E a própria natureza da engine parece ser grandiosa demais para ser algo para as plataformas atuais. Para ter uma ideia, ele está sendo produzido por dois dos maiores estúdios da Ubisoft, o de Montreal (responsável por séries como Assassin’s Creed e Far Cry) e o de Montpellier (de Rayman e do recente ZombiU), em parceria com o centro de pesquisas em tecnologia da Universidade de Lyon.

Ajuda financeira

De acordo com o um dos pesquisadores da instituição, Eric Galin, a produção do Mango vai exigir a contratação de engenheiros que possam trabalhar com tecnologias de desenvolvimento para aplicações para novas plataformas — o que encarece consideravelmente a produção do Mango.

Para isso, a Ubisoft precisará de nada menos do que 14 milhões de euros — cerca de R$ 37,7 milhões na cotação atual — para finalizar seu projeto. E o valor é tão alto que a produtora precisou do apoio do governo da França para conseguir dar conta.

De acordo com o jornal francês Liberátion, a nova engine será custeada graças a uma parceria feita entre a empresa e duas agências governamentais. Desse modo, a participação do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) e da Comissão de Energia Atômica e Alternativa (CEA) vai trazer 3,5 milhões de euros para o projeto.

De acordo com um representante do governo, Fleur Pellerin, o apoio dado à Ubisoft é um incentivo ao chamado mercado de jogos “Made in France”. Segundo ele, essa parceria vai gerar novos empregos e fomentar a produção local de jogos.

Fonte: Polygon, Eurogamer

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.