Ubisoft justifica a ausência de Assassin’s Creed Unity no Wii U

Ubisoft justifica a ausência de Assassin’s Creed Unity no Wii U

Último Vídeo

Com o anúncio de que Assassin’s Creed Unity foi desenvolvido pensando exclusivamente na “nova geração de consoles”, não foi exatamente uma surpresa descobrir que o jogo estaria ausente do Wii U. Afinal, mesmo apresentando títulos de qualidade, a plataforma da Nintendo possui um hardware que simplesmente não está no mesmo patamar daquele apresentado pelo PlayStation 4 e pelo Xbox One (sem contar os PCs).

No entanto, o diretor criativo do game, Alex Amancio, sabe que isso não é o suficiente para impedir que alguns fãs da franquia fiquem descontentes com a situação. Assim, em uma conversa realizada com a Red Bull, ele fez uma declaração sincera que deve encerrar qualquer dúvida que os donos do video game possam ter.

“Desde o começo, esse seria um jogo exclusive da nova geração porque as multidões que aparecem não são somente estéticas, elas realmente têm algum impacto. Se fizéssemos algo para modificar ou diminuir isso que tivesse um impacto negativo, não seria a mesma experiência”, explica o diretor.

Trazer o game ao Wii U seria uma traição

“Eu não acho que isso seria justo com os fãs, vender o mesmo game com diferentes níveis de experiência. Até mesmo a natureza interligada da série e a escala com que trabalhamos não seria possível. Nunca temos um load em Paris. Não seria algo possível e em nossos pensamentos estaríamos traindo os fãs ao oferecer uma versão inferior do mesmo game”, finaliza.

Embora a justificativa faça sentido, ela não explica os motivos pelos quais a plataforma da Nintendo não vai receber Assassin’s Creed Rogue — um jogo voltado à “velha geração” que vai chegar ao PlayStation 3 e ao Xbox 360. Ao que tudo indica, a justificativa nesse sentido só pode ser um desempenho comercial aquém do esperado para as versões Wii U de Assassin’s Creed 3 e de Assassin’s Creed IV: Black Flag.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.