Voxel
02
Compartilhamentos

Ubisoft responde à associação de Assassin’s Creed com o assassinato de família

Último Vídeo


Enquanto o assassinato da família Pesseghini continua sendo investigado pela polícia, parte da imprensa nacional associou, no começo da semana, a franquia Assassin's Creed às motivações do suposto autor do crime, o jovem Marcelo, de 13 anos. Você já leu sobre isso aqui no BJ e o caso continua repercutindo.

Atendendo aos pedidos de seus seguidores por meio das redes sociais, a Ubisoft também se pronunciou sobre a questão. Em uma curta mensagem, a empresa lamentou o caso e afirma que não existem estudos que comprovem que obras de entretenimento podem influenciar comportamento violento. Além disso, taxou a associação feita pela imprensa como sensacionalista.

Confira a íntegra:

"Em resposta aos pedidos de posicionamento da Ubisoft sobre o caso da família Pesseghini, trata-se de uma tragédia e nossos pensamentos e orações vão para a família e os amigos das vítimas. Nessa hora de consternação de toda a sociedade, é natural a busca por respostas.

No entanto, em nenhum estudo até agora realizado há consenso sobre a associação entre a violência e obras de ficção, incluindo livros, séries de televisão, filmes e jogos. É uma falácia associar um objeto de entretenimento de milhões de pessoas, todos os dias, em todo o mundo, com ações individuais e que ainda estão sendo esclarecidas. Novamente, isso é uma tragédia sem sentido e os nossos pensamentos e orações estão com a família e amigos das vítimas.

Agradecemos aos fãs da série que manifestaram apoio contra mensagens sensacionalistas associando o jogo à tragédia e convidamos a todos a se solidarizarem com a família e os amigos das vitimas."

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.