Voxel

O universo infinito de No Man’s Sky é divertido, perigoso e surpreendente

Último Vídeo

No Man’s Sky já é um dos jogos mais comentados da nova geração. Isso porque a aventura espacial oferece ao jogador um universo praticamente infinito para exploração.

Essa característica vem levantado uma série de questionamentos por parte dos jogadores, como por exemplo os objetivos do jogo e o que esse universo quase infinito poderá efetivamente proporcionar em termos de diversão.

Para tentar esclarecer um pouco essas questões, a Game Informer conversou com o fundador da Hello Games, Sean Murray, sobre o game. No vídeo, Murray comenta que o jogador não terá um objetivo marcado no mapa, mas diversas missões espalhadas por todos o território.

Ele também disse que será possível catalogar plantas e coletar alguns tipos de materiais, além de poder jogar junto com amigos. Também será possível viver em qualquer planeta ou até mesmo dentro da nave, no espaço.

Seres inteligentes

Murray comenta que alguns seres vivos são bastante primitivos enquanto outros podem ser mais inteligentes dentro do universo do jogo, mas ele deixa claro que a maior inteligência presente na aventura serão os próprios jogadores.

Não haverá um “limite” físico no universo, como paredes invisíveis, por exemplo. De acordo com Murray, você poderá voar na escuridão do espaço praticamente infinitamente. A gravidade também não será um problema nos diferentes planetas do jogo. De acordo com o criador, a roupa espacial do jogador compensará quaisquer mudanças proporcionadas pela gravidade.

Além dos planetas também será possível pousar em cometas e até mesmo encontrar buracos negros pelo espaço. Para completar, ele deixou claro que o jogo poderá ser cansativo em alguns momentos devido, justamente, ao tamanho do universo criado pelo estúdio. Contudo, isso não significa que o jogo deixará de ser divertido.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.