Vídeo liberado pela SEGA traz novas informações sobre Project Judge

Vídeo liberado pela SEGA traz novas informações sobre Project Judge

Último Vídeo

Um vídeo liberado pela SEGA em seu canal oficial no YouTube trouxe novas informações sobre Project Judge, o novo título do estúdio Ryu ga Gotoku responsável pela série Yakuza.

Intitulado Judge Eyes no Japão, o jogo acompanhará a história de Takayuki Yagami, um advogado de defesa que teve a vida virada ao avesso quando um de seus antigos clientes foi preso por assassinato. Após o incidente, Takayuki teve sua reputação destruída e ficou conhecido como o advogado que ajudou a absolver um assassino. 

Três anos depois, Takayuki agora trabalha como detetive particular em seu próprio escritório, o Escritório de Detetives Yagami, juntamente com Kaito Masaharu, um detetive experiente e ex-Yakuza. Para resolver seus casos, o detetive deverá procurar pistas ou pessoas específicas, observando atributos ou roupas que correspondam ao que foi investigado anteriormente. 

O jogo contará com um sistema de jogabilidade onde será possível investigar em primeira pessoa, lutar contra os inimigos ao estilo Yakuza, seguir os culpados em modo stealth, influenciar as conversas com diferentes escolhas para ganhar diferentes quantidades de SP e melhorar as habilidades de Takayuki, usar disfarces, tirar fotos e mais.

Assim como em Yakuza, será possível se divertir realizando atividades extras. Em Project Judge, o jogador poderá jogar pinball, ir em fliperamas, brincar com jogo de tabuleiro VR, participar de corridas de drones e cassinos.

Project Judge está em desenvolvimento para PlayStation 4, com lançamento previsto para 13 de dezembro no Japão. O jogo sairá no ocidente em 2019, ainda sem data oficial. 

Confira o vídeo completo em japonês abaixo:

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.

Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Participe agora deixando seu comentário Acesse sua conta
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários