Voxel

Visitamos os estúdios da Hi-Rez, responsável pelo MOBA Smite e outros games

Último Vídeo

Uma das experiências mais emocionantes que um jogador pode ter, do ponto de vista da paixão que ele sustenta por video games, é visitar os estúdios de uma desenvolvedora. Para tentar saciar essa paixão e fomentar o coração dos jogadores, a equipe do BJ teve a oportunidade de visitar os estúdios da Hi-Rez, desenvolvedora responsável pelo MOBA Smite e também pelos sucessos Global Agenda, Tribes Universe e Tribes: Ascend.

Com um amplo espaço num lindo complexo localizado em Alpharetta, na Georgia, coladinho ali de Atlanta, os estúdios têm tudo aquilo que cabeças geek adoram: action figures, computadores de ponta, guloseimas, cartazes, sofás gigantescos, pufes e mais. A visita foi realizada a convite da Level Up, que se uniu à desenvolvedora para trazer o MOBA Smite, que já é sucesso lá fora, ao solo brasileiro e outros países da América Latina.

Nome consagrado e mercado aquecido

A Hi-Rez Studios é uma das maiores desenvolvedoras de jogos de ação online gratuitos nos Estados Unidos. A Level Up e a empresa firmaram uma parceria para lançar Smite em toda a América Latina. “Estamos muito ansiosos para trazer a ação de Smite a esse mercado crescente e cheio de energia. Temos expectativas ainda maiores pela aliança com a Level Up, cuja presença e expertise na América Latina permitirão oferecer a melhor experiência possível a nossos jogadores nesses territórios”, afirmou Todd Harris, diretor de operações da Hi-Rez.

O jogo terá servidores locais e será totalmente localizado, traduzido e dublado em português e espanhol. Assim que a versão localizada chegar ao mercado, os jogadores do MOBA poderão tranquilamente transferir suas contas norte-americanas ou europeias aos servidores da Level Up, mantendo todos os seus atributos no sistema nacional.

Os cronogramas para os lançamentos, classificatórias do Mundial e planos de migração aos servidores no Brasil e nos demais países da América Latina serão anunciados em breve.

Há um brasileiro na equipe de desenvolvimento – e com bastante criatividade!

Fizemos um tour pelos estúdios da Hi-Rez e, além de um ambiente agradável e cheio de “nerdices”, a desenvolvedora conta com profissionais que condizem com a responsabilidade que lhes é delegada.

Um desses profissionais é Leandro Ibraim, que trabalha como animador na Hi-Rez há mais de dois anos e é aqui do Brasil. Tendo trabalhado na Globo e em alguns estúdios de cinema, Leandro dá o seu tempero tupiniquim nos games da Hi-Rez e disse ao BJ que o trabalho com animação requer muito cuidado.

“Estou aqui há mais de dois anos, o pessoal é muito legal. O Brasil tem um potencial enorme e tem estado na mira das desenvolvedoras. Trabalhar com animação requer criatividade e imaginação. As pessoas aqui da Hi-Rez são muito bacanas, abertas a ideias. É bom trabalhar assim”, contou o animador em bate-papo no estúdio.

Salas de testes e streamings numa infraestrutura de ponta

A rotina de trabalho de uma desenvolvedora que tem no portfólio jogos essencialmente online possui, naturalmente, diversas ramificações. O amplo espaço da Hi-Rez dá palco a salas com equipamentos para streamings, testes de jogos, reuniões e, talvez a melhor parte, um lounge enorme com zilhões de coisas para comer – e no padrão norte-americano, isto é, GGG.

Apesar de o Brasil possuir hoje um cenário tecnológico louvável, não há dúvidas de que os norte-americanos têm acesso a uma infraestrutura muito mais robusta e completa, sem restrições para a utilização de materiais ou dispositivos que requerem o que há de melhor. A partir da concepção de que o Brasil é um país emergente, contudo, a valorização de nossa produção deve existir sim.

Confira as fotos que capturamos do local na galeria acima e mantenha viva a sua ambição de trabalhar numa desenvolvedora – pois o talento pode vir das mãos de pessoas de outros países, com culturas e vivências diferentes, como prova o animador Leandro Ibraim.

A equipe do BJ viajou a Atlanta a convite da Level Up

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.