Warner insiste que não vai lucrar com DLC Forthog de Sombras da Guerra

Warner insiste que não vai lucrar com DLC Forthog de Sombras da Guerra

Último Vídeo

Anunciado na última sexta-feira (dia 1), o DLC Forthog Orc-Slayer de Terra-Média: Sombras da Guerra foi criado para honrar um desenvolvedor da Monolith morto por uma forma agressiva de câncer. Diante das acusações de que estaria lucrando com o conteúdo, a Warner Bros. veio a público para rebater as críticas surgidas após a revelação de que nem todo o dinheiro acumulado com o conteúdo iria para a família do produtor Michael Forgey.

Segundo a Warner divulgou originalmente, US$ 3,50 dos US$ 4,99 cobrados pelo DLC (R$ 14,99 no Brasil) seriam destinados à família de Forgey até o dia 31 de dezembro de 2019. No entanto, isso só aconteceria em parte dos estados que formam os Estados Unidos, o que significa que nenhuma das vendas feitas em outros territórios teria esse caráter caridoso.

Diante das críticas resultantes desse “detalhe”, a empresa afirmou que nem ela “nem a Monolith Productions vão lucrar com qualquer venda do DLC Forthog Orc-Slayer independentemente do território no qual ele é vendido”. No entanto, a companhia não esclareceu como vai distribuir o dinheiro gerado por essas transações.

A revolta contra a Warner Bros. é compreensível quando levamos em consideração alguns fatos recentes sobre Sombras da Guerra, como a revelação recente de que ele trará um sistema de caixas de loot que concedem membros de exército a quem estiver disposto a investir em microtransações. Caso você esteja desconfiado das ações da companhia e queria ajudar a família de Forgey, é possível fazer isso diretamente através de uma campanha organizada no site You Caring.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.