Wii U: adaptador para GC pode virar porta de entrada para qualquer controle

Wii U: adaptador para GC pode virar porta de entrada para qualquer controle

Último Vídeo

Por conta do lançamento do novo Super Smash Bros. for Wii U, a Nintendo teve a grande sacada de colocar no mercado um adaptador para controles de GameCube — de maneira que, caso você ainda tivesse um em casa juntando poeira, seria possível derramar algumas lágrimas relembrando as origens da série. Bem, mas parece que esse foi apenas o início. De fato, já há quem considere ampliar radicalmente a proposta do periférico.

Entre eles, há o engenheiro de software Michael Lelli. Montador de homebrews (projetos caseiros) e hobista “tecnocrata” por excelência, Lelli resolveu escarafunchar o adaptador para GC. A princípio, a ideia foi apenas entender como se dava a comunicação entre o periférico e o Wii U — algo que, não obstante, envolveu o dispêndio de algumas dezenas de dólares.

“Essa peça de hardware de US$ 60 foi o BeagleBone Black, uma placa de desenvolvimento para o Linux”, disse Lelli em entrevista ao site Polygon. “Eu utilizei um programa proxy para USB e o coloquei entre o Wii U e o adaptador, e então analisei os pacotes de dados que passavam pelo cabo.”

A descoberta do precioso byte "0x13"

Lelli lembra que um processo semelhante também foi utilizado pelos primeiros desbravadores do Kinect — embora, no caso, o gasto tenha sido substancialmente maior, já que o Beagle USB 480 Protocol Analyzer utilizado não sai por menos de US$ 1,1 mil. Entretanto, a aquisição do BeagleBone Black foi necessária apenas para uma única descoberta.

“Ao final, a única coisa que era preciso fazer para ‘habilitar’ o adaptador era enviar um único byte (0x13, para ser mais exato) e o hardware de US$ 60 foi necessário apenas para descobrir isso”, disse o engenheiro ao referido site.

Uma porta de entrada para quaisquer controles

O resultado da descoberta, entretanto, é o que deve iluminar os planos de muito jogador inveterado de Super Smash Bros. Basicamente, a compreensão da forma com que o adaptador se comunica com o Wii U — a fim de permitir a utilização de um controle de GameCube —, permitiria, em teoria, que qualquer controle pudesse ser utilizado para disparar todas as insanidades (incrivelmente divertidas) da pancadaria da Nintendo.

“O que eu gostaria de fazer é, em vez de simplesmente observar os bytes conforme eles passam pelo cabo, ser também capaz de enviá-los eu mesmo.” Conforme disse o engenheiro ao site Polygon, o BeagleBone também pode ser utilizado para o desenvolvimento de dispositivos USB, de forma que se torna possível enviar o mesmo formato de mensagem ao adaptador de GameCube utilizando comandos próprios — em vez de um controle do saudoso console, no caso.

Homebrews a caminho

Atualmente, Lelli trabalha em uma forma de comunicação com o Linux. Mas ele não está sozinho. De fato, neste momento, há também outros hobbystas particularmente empenhados trabalhando em um suporte para o Windows e também para homebrews do Wii — o que faz crer que, muito em breve, pode ser possível utilizar um desses adaptadores no PC.

É claro que seria muita ingenuidade acreditar que algum adaptador, digamos, “alternativo” pudesse acabar nas prateleiras, competindo com um produto legítimo da Big N. O próprio Lelli, de fato, parece estar bem consciente de que há um chamariz para o lado negro da Força.

“Eu não estou tentando clonar nada”, ele diz. “Mas, com esse achado, qualquer aspirante a hacker em busca de um projeto elegante e/ou companhias que clonam hardware em busca de algum dinheiro vão poder desenvolver facilmente um periférico compatível”, disse ele, pouco antes de reconhecer que esse provavelmente seria um caminho bem rápido para conhecer os advogados da Nintendo.

Não obstante, a tentação e a facilidade das empreitadas devem acenar para muita gente. “Na verdade, o protocolo que o adaptador utiliza é apenas um USB HID [classe associada do desenvolvimento de aparelhos com interface humana] simples com alguns comandos especiais, de forma que programar algo [compatível] seria bastante fácil.”

“Em teoria, qualquer coisa pode funcionar”

Dessa forma, a pergunta “O que seria possível com o adaptador Wii U/GameCube” provavelmente mereça uma resposta como “Qualquer periférico de comandos que se conecte via USB”.

“É possível ler os dados de entrada de qualquer controle, formatá-los de acordo com o formato de mensagens utilizado pelo adaptador e então enviar tudo de volta ao Wii U”, disse Lelli ao referido site. “Em teoria, qualquer controle USB que você plugue vai poder funcionar.”

O engenheiro diz manter atualmente um “projeto paralelo” que envolve utilizar o BeagleBone para criar um adaptador que torne possível ligar qualquer dispositivo USB para jogar Super Smash Bros. for Wii U. “Eu me permitiria jogar Smash Bros. de acordo com o que Deus quis: com um controle de Steel Battalion”, brinca o sujeito.

Super Smash Bros. for Wii U foi lançado exclusivamente para o console de última geração da Nintendo no dia 21 de novembro. Em nossa análise, dissemos que “Super Smash Bros. não apenas traz novidades para a jogatina: ele melhora tudo o que já havia na série, tornando a ela possível mostrar todo o seu potencial”.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.