World of Warcraft terá opção de restaurar personagens excluídos

World of Warcraft terá opção de restaurar personagens excluídos

Último Vídeo

É hora de trazer os mortos (ou deletados) de volta à vida. A Blizzard anunciou que incluirá em breve a opção de ressuscitar personagens previamente excluídos em World of Warcraft. A função deve ser trazida pelo patch que precederá o lançamento do pacote Warlords of Draenor.

“Restaurar um personagem trará de volta todos os seus encantamentos, gemas e itens”, disse a desenvolvedora no blog oficial de World of Warcraft. “Você poderá voltar à ação imediatamente, e o seu personagem nem sequer se lembrará que foi deletado — e nós também não vamos contar, naturalmente.”

Não obstante, há algumas letrinhas miúdas nesse vistoso contrato com o Demônio Ceifador. Confira abaixo:

  • Personagens de nível 10 e Death Knights de nível 55 não podem ser restaurados;
  • Personagens entre os níveis 10 e 29 não poderão ser recuperados após 90 dias;
  • Personagens entre os níveis 30 e 49 não poderão ser recuperados após 120 dias;
  • Todos os demais personagens de nível 50 ou superior poderão ser restaurados a qualquer momento; e
  • Por favor tenham em mente que vocês apenas poderão reutilizar personagens deletados uma vez a cada 30 dias.

Porque só pode haver um “Motorboat” no mundo

Ademais, a Blizzard também afirmou que mesmo os nomes de personagens deletados são mantidos em registro, garantindo assim que mais ninguém mais utilizará o nome do seu finado avatar — a menos que você mesmo tenha decidido conceber um novo personagem com o mesmo apelido.

Entretanto, vale notar que, caso você opte pela criação de um novo “Motorboat” ou de um renovado “The Explorer” — é incrível a quantidade de nomes particularmente criativos que se pode encontrar no universo de WoW — e então queira trazer de volta o avatar original, será preciso excluir, transferir ou deletar a última criação. Sabe como é: no final, só pode haver um.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.